Educação

publicidade
07 de junho de 2011 • 17h30 • atualizado às 20h28

Secretaria contesta adesão de professores à paralisação no RJ

A secretaria estadual de Educação do Rio de Janeiro afirmou em comunicado que apenas 294 professores paralisaram as atividades nos dois primeiros turnos desta terça-feira em manifestação organizada pelo Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe). "Isso representa 0,5% dos 51 mil docentes que atuam nas salas de aula da rede estadual de ensino".

Mais cedo, o sindicato havia informado que a estimativa era de participação de cerca de 70% dos docentes das escolas estaduais. De acordo com a secretaria, somente três escolas estaduais ficaram fechadas: Colégio Estadual Amaro Cavalcante, no Rio de Janeiro, Colégio Estadual Presidente João Goulart, de Belford Roxo, e Colégio Estadual Jardim Meriti, de São João de Meriti.

A secretaria disse ainda que está em permanente contato com as Secretarias de Fazenda e de Planejamento para analisar mais melhorias para a categoria. Os professores reivindicam um reajuste emergencial de 26%, a incorporação imediata da totalidade da gratificação do Nova Escola (prevista para terminar somente em 2015) e o descongelamento do Plano de Carreira dos Funcionários Administrativos da educação estadual.

Uma assembleia foi marcada para esta tarde no Clube Municipal, na Tijuca, para decidir se a categoria vai entrar em greve por tempo indeterminado a partir de quarta-feira.

Terra