RJ: 'cola' entre alunos no Facebook vira caso de polícia

10 jun 2011
02h57
atualizado às 02h59

A troca de mensagens entre pré-adolescentes no site de relacionamento Facebook foi parar na delegacia. O colégio pH, unidade Barra da Tijuca, entendeu que os alunos estavam passando 'cola' pela Internet e ordenou a uma estudante que apagasse o site. Andréia Coelho, diretora de comunicação de uma empresa multinacional e mãe da menina em questão, de 15 anos, prestou queixa na 16ª DP (Barra da Tijuca) contra a direção da escola.

Segundo Andréia, sua filha foi constrangida e coagida: "Eles tinham esse site onde trocavam informações sobre exercícios que vinham de dever de casa para entrega após uma semana e valiam ponto. Quando a diretora descobriu, mandou minha filha apagar, dizendo que eu e ela poderíamos ir presas por crime cibernético. Mandou ela para casa no horário escolar, sem me chamar lá, deu suspensão de 5 dias e nota zero em provas. Os outros 700 que estavam no site não sofreram repressão alguma". Segundo Andréia, a filha não quer mais frequentar a escola e está tendo atendimento psicológico por conta do episódio.

A página criada pela garota chama-se 'Dane-se'. Agora tem 154 usuários, que se recusaram a sair, mesmo com os apelos da jovem, que não conseguiu apagar a página. Lá, ainda é possível ver que os alunos compartilhavam respostas de provas para turmas que ainda iriam ser testadas. Depois do 'Dane-se', alunos criaram nova página na Internet, chamada 'Estou de volta'.

Fonte: O Dia

compartilhe

publicidade
publicidade