Primeira etapa do 'Mais Médicos' é prorrogada para formados no exterior

Prazo para os médicos com diploma estrangeiro seria encerrado ontem

13 ago 2013
13h11
atualizado às 13h11
  • separator
  • comentários

O prazo para o encerramento da primeira etapa do programa Mais Médicos foi prorrogado. Os profissionais formados no exterior que escolheram os municípios onde querem atuar dentro do prazo estipulado, mas não foram alocados em nenhuma das vagas disponíveis, poderão optar pela vaga definida pela coordenação do Mais Médicos até as 23h59 desta terça-feira. A medida está em edital publicado no Diário Oficial da União.

Inicialmente, o prazo para os médicos com diploma estrangeiro confirmarem a participação seria encerrado ontem. A divulgação do balanço final da adesão de médicos brasileiros e estrangeiros ao programa, prevista para hoje, ocorrerá amanhã.

O edital publicado no Diário Oficial estabelece ainda que os médicos com inscrições confirmadas até a data de publicação deste edital serão acionados por e-mail e, facultativamente, por contato telefônico, para complementação das informações exigidas para regularizar a participação no programa.

Infográfico: Revalidação do diploma médico

Conheça a história de médicos brasileiros que se graduaram fora do País e por que é necessário revalidar o diploma para poder trabalhar no Brasil

 

Balanço do Ministério da Saúde divulgado no último dia 10 mostrou que 715 médicos formados no exterior indicaram municípios para participar do Programa Mais Médicos. Desses, 194 são brasileiros que se formaram fora do país e 521 são estrangeiros. Esses profissionais ainda precisavam confirmar a participação no programa.

A próxima chamada de médicos e municípios começa no dia 15 de agosto. Os profissionais com diploma estrangeiro que atuarem no Mais Médicos não precisam fazer a Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior (Revalida) e irão trabalhar por três anos. Eles só poderão atuar dentro do Mais Médicos e na região para a qual foram selecionados. Os médicos terão a supervisão de uma universidade durante o período de participação no programa e recebem uma bolsa de R$ 10 mil.

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/educacao/infograficos/revalida/" href="http://noticias.terra.com.br/educacao/infograficos/revalida/">Revalida: exame justo ou feito para reprovar?</a>

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/infograficos/iframe-mais-medicos/medico.htm" href="http://noticias.terra.com.br/infograficos/iframe-mais-medicos/medico.htm">veja o infográfico</a>
Agência Brasil Agência Brasil

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade