Olimpíadas científicas devem contar pontos no vestibular para USP

A universidade também quer aumentar o bônus para alunos de escola pública no vestibular

23 abr 2013
17h18
atualizado às 17h22
  • separator
  • 0
  • comentários

Ao apresentar um balanço do programa de inclusão de alunos de escolas públicas, a Universidade de São Paulo (USP) confirmou que estuda criar um bônus para estudantes que participaram de olimpíadas científicas durante a educação básica como uma forma de atrair talentos. Universidades americanas, como Harvard, veem as olimpíadas de matemática, física, química, entre outras, como um diferencial.

A universidade ainda pretende aumentar o bônus para alunos de escola pública no vestibular, por meio do Programa de Inclusão Social da USP (Inclusp) e do Programa de Avaliação Seriada (Pasusp). "Hoje em dia, quase todos os cursos da USP têm alunos do Inclusp e do Pasusp. Sabemos que é possível aumentar o bônus sem prejudicar a qualidade dos alunos selecionados", disse a pró-reitora de graduação, Telma Zorn, em entrevista na segunda-feira. Segundo ela, do total de matriculados este ano, 28,5% são alunos de escolas públicas que participaram do Inclusp.

Por meio do Inclusp, o aluno que fez todo o ensino médio em escola pública pode obter inscrição gratuita para o vestibular e um bônus, dependendo do seu desempenho na primeira fase da Fuvest. No último vestibular, participantes poderiam conseguir até 8% de bônus. Já o Pasusp, focado na avaliação nos dois últimos anos do ensino médio, oferece até 15% de bônus no vestibular, dependendo da pontuação obtida na primeira fase da Fuvest. O alvo são alunos matriculados no 2º ou 3º ano em escolas públicas.

Nos últimos 10 anos, a USP ampliou o oferecimento de vagas em 24,31%. Foram 2.651 novas vagas, mantendo-se uma média de crescimento anual de 2,21%. Em 2012, o número total de inscritos no vestibular da Fuvest foi de 159.609 candidatos, sendo 40.396 dos presentes nas provas alunos de escolas públicas. “Infelizmente, existe uma disparidade entre o número de inscritos e o de pessoas que de fato comparecem ao exame”, revela a professora, ao destacar que aproximadamente 8 mil candidatos de escolas públicas se inscreveram, mas não realizaram os exames do último vestibular.

Nos últimos 10 anos, a USP ampliou o oferecimento de vagas em 24,31%. Foram 2.651 novas vagas, mantendo-se uma média de crescimento anual de 2,21%. Em 2012, o número total de inscritos no vestibular da Fuvest foi de 159.609 candidatos, sendo 40.396 dos presentes nas provas alunos de escolas públicas. "Infelizmente, existe uma disparidade entre o número de inscritos e o de pessoas que de fato comparecem ao exame", disse professora, ao destacar que aproximadamente 8 mil candidatos de escolas públicas se inscreveram, mas não realizaram os exames do último vestibular.

Conheça a seguir a história desses campeões e a opinião de especialistas sobre a importância das competições científicas para revelar novos talentos, jovens que num futuro bem próximo podem alavancar a pesquisa no Brasil e inspirar mudanças no modelo de ensino.

<a data-cke-saved-href=" http://www.terra.com.br/noticias/educacao/infograficos/olimpiadas-escolares/iframe.htm" href=" http://www.terra.com.br/noticias/educacao/infograficos/olimpiadas-escolares/iframe.htm">veja o infográfico</a>
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade