1 evento ao vivo

Olimpíada de Astronomia e Astronáutica ocorre amanhã no País

Olimpíada de Astronomia e Astronáutica ocorre amanhã no País

10 mai 2012
17h23
atualizado às 17h38

A 15ª edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) ocorrerá nesta sexta, dia 11, em escolas públicas e privadas de todo o País. Com provas divididas em quatro níveis, de acordo com a escolaridade, a edição deste ano espera atingir a marca de 1 milhão de participantes. No ano passado, 803.180 alunos e 64.890 professores de 9.153 colégios estiveram envolvidos. As instituições cadastradas poderão participar também da Mostra Brasileira de Foguetes.

Jovens "gênios" da matemática participam da Olimpíada Internacional, em Amsterdã
Jovens "gênios" da matemática participam da Olimpíada Internacional, em Amsterdã
Foto: AFP

Participam da competição alunos dos ensinos fundamental e médio de escolas urbanas e rurais. Segundo o astrônomo João Canalle, coordenador nacional da OBA, cada exame será constituído de 10 perguntas, sendo cinco de Astronomia, três de Astronáutica e duas de Energia. "As questões serão, em sua maioria, de raciocínio lógico", informa.

Os estudantes mais bem classificados vão integrar as equipes que representarão o Brasil na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica e na Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica, ambas em 2013, além de participarem, ainda em 2012, das Jornadas Espacial, de Energia, de Foguetes e do Space Camp.

Segundo Canalle, o objetivo da olimpíada é fomentar o interesse pela Astronomia e ciências afins, promovendo a disseminação dos conhecimentos básicos de forma lúdica e cooperativa.

Mostra Brasileira de Foguetes
Além da olimpíada, as escolas também poderão participar da 6ª Mostra Brasileira de Foguetes. O evento avalia a capacidade dos estudantes de construir e lançar, o mais longe possível, foguetes feitos de garrafa pet ou de canudo de refrigerante, conforme o nível de escolaridade do aluno.

A MOBFOG ocorre dentro da própria escola e possui quatro níveis. Não há obrigatoriedade em relação ao número de alunos participantes. Os foguetes deverão ser elaborados e lançados individualmente ou em equipe. Após 11 de maio, a escola deverá informar os nomes dos participantes e os alcances obtidos por seus foguetes. No final, todos, incluindo professores e diretores, recebem um certificado da OBA, e os estudantes que alcançarem os melhores resultados receberão medalhas e serão convidados para a 4ª Jornada de Foguetes. No ano passado, a OBA distribuiu 33.307 medalhas.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade