Menino é impedido de ir à aula por causa de cabelo 'Neymar'

29 jun 2012
15h17
atualizado às 16h00

Um menino de 4 anos foi mandado para casa pelos professores devido ao corte de cabelo "moicano", estilo usado por jogadores de futebol como o inglês David Beckham e o brasileiro Neymar. A escola primária Wyken, em Coventry (Reino Unido) disse a Kain Ball que ele só poderia voltar quando o cabelo fosse cortado. As informações são da agência Grosby, que divulgou a história na quinta-feira.

Hannah Ball, 24 anos, ajeita o cabelo do filho, Kain, 4 anos
Hannah Ball, 24 anos, ajeita o cabelo do filho, Kain, 4 anos
Foto: The Grosby Group

A mãe da criança, Hannah, 24 anos, é cabeleireira e ficou irritada com a situação. "A primeira vez que ouvi sobre o assunto foi quando a professora da classe de Kain veio falar comigo quando fui pegá-lo após a aula", diz. O menino é autista e, como não queria mudar o corte, a mãe decidiu mantê-lo.

"Como ele é autista, é difícil encontrar algo que o faça feliz. O cabelo o faz feliz, então por que eu deveria mudá-lo?", diz a mãe. Segundo Hannah, o diretor afirmou que ela assinou um acordo quando o menino entrou na escola que não permitia o uso de cabelos "exagerados". "O cabelo de Kain não é exagerado. Seria exagerado se tivesse cinco polegadas de altura e fosse pintado de verde."

Derek Gardiner, diretor do colégio, defende a decisão: "A escola tem tido uma política clara sobre cabelos por um longo tempo. É parte do nosso prospecto e, quando você aceita um lugar na escola, você tem que concordar com isso. Eu estou preocupado por Kain não estar na escola, porque ele tem necessidades especiais e nós temos trabalhado duro para dar suporte a ele com um ambiente de aprendizado de qualidade".

Fonte: Terra
publicidade