Matemáticos acreditam que "Pi" está errado e criam novo número

Matemáticos acreditam que "Pi" está errado e criam novo número

1 jul 2011
16h11
atualizado às 19h02
Daniel Pavani

Há 10 anos, um matemático da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, afirmou que o número Pi, tão conhecido por todos, poderia estar errado. Segundo ele, o verdadeiro "número sagrado" para a matemática das circunferências é o 2Pi, ou seja, o seu dobro. A partir de então, começou um movimento para a criação de outro número, o Tau.

O site Live Science conta que, em 2001, o matemático Bob Palais afirmou que poderia estar cometendo uma blasfêmia, mas acreditava que o Pi estava errado. O ponto em que se apoiou o matemático é que o Pi (3,14, aproximadamente) é a razão entre o comprimento e o diâmetro de uma circunferência, enquanto o seu dobro (6,28, aproximadamente), é a razão entre a comprimento e o raio, que é, segundo Palais, uma grandeza muito mais importante que o diâmetro.

A partir de 2001, os seguidores da teoria de Palais passaram a aumentar, surgindo a ideia de substituir o nome de 2Pi para Tau, que passaria a ser o "verdadeiro número sagrado" da matemática. A ideia é passar a adotar o Tau em livros e calculadoras e os entusiastas até mesmo comemoraram o Dia Mundial do Tau em 28 de junho. Vale lembrar que o Pi também possui o seu dia, comemorado todo ano em 14 de março.

Estudantes de todo o País participaram dos vestibulares de verão. Antes de cada prova, muitos aproveitaram para dar a última revisada nas matérias, enquanto outros preferiram distrair-se. O relógio prejudicou os atrasados. Estes tiveram que conter o choro, assim como os que não conseguiram a aprovação. Já aqueles que viram seus nomes nas listas de classificados vibraram com a conquista, pintaram a cara e comemoraram o resultado. Veja a seguir as melhores imagens dos vestibulares
Estudantes de todo o País participaram dos vestibulares de verão. Antes de cada prova, muitos aproveitaram para dar a última revisada nas matérias, enquanto outros preferiram distrair-se. O relógio prejudicou os atrasados. Estes tiveram que conter o choro, assim como os que não conseguiram a aprovação. Já aqueles que viram seus nomes nas listas de classificados vibraram com a conquista, pintaram a cara e comemoraram o resultado. Veja a seguir as melhores imagens dos vestibulares
Foto: Marcel Maia/Futura Press/Raphael Falavigna/Fernando Borges / Terra
Geek

compartilhe

publicidade
publicidade