MA: professora diz ser demitida após divulgar fotos de escola alagada

27 out 2012
18h35
atualizado às 18h58

Uma professora do ensino municipal de Imperatriz (MA) relata em sua página no Facebook ter sido demitida após divulgar fotos que mostram estudantes tendo aulas em uma sala de aula alagada. Uiliene Araújo Santa Rosa, que lecionava no Colégio Municipalizado Guilherme Dourado, publicou na rede social, na sexta-feira, que teve seu contrato encerrado por "incontinência de conduta".

A professora Uiliene Araújo Santa Rosa divulgou no Facebook imagens de alunos fazendo provas usando guarda-chuvas dentro de sala de aula
A professora Uiliene Araújo Santa Rosa divulgou no Facebook imagens de alunos fazendo provas usando guarda-chuvas dentro de sala de aula
Foto: Facebook / Reprodução

No dia 12 de outubro, a professora publicou fotos que mostravam alunos realizando provas e usando guarda-chuvas dentro da sala de aula, e o piso do local alagado. Segundo uma publicação feita por Uiliene na quinta-feira em seu perfil no site de relacionamento, ela disse que inicialmente divulgou as imagens sem identificar a instituição de ensino, para preservar os alunos.

No entanto, no mesmo post ela afirma que "depois da denúncia varreram até em cima da escola e colocaram 'telhas de vidro' no local dos buracos e ainda ameaçaram os alunos que compartilharam com expulsão da escola". Também conta a que a diretora do colégio, Ivone Carvalho Milhomem, a afastou do cargo, a colocando à disposição da secretaria de Educação do município, que então teria feito a recisão de contrato.

Neste sábado, Uiliene publicou no Facebook ter conhecimento de que um abaixo assinado que os alunos estavam fazendo a seu favor desapareceu antes que ela pudesse ter acesso ao documento. A professora ainda diz que estudantes estão sendo pressionados, e pede que eles "não se rendam às ameaças", pois não podem ser expulsos da escola neste caso.

O Terra entrou em contato com com Uiliene e também com a Secretaria Municipal de Educação de Imperatriz, mas ainda não obteve retorno de nenhum das partes.

Fonte: Terra
publicidade