Mãe de intercambista profissional dá dicas a pais

10 de julho de 2008 • 14h38 • atualizado às 16h51
Márcia Casares e o filho intercambista Leonardo; ela relata experiências para outros pais em um blog
Márcia Casares e o filho intercambista Leonardo; ela relata experiências para outros pais em um blog
10 de julho de 2008
Arquivo Pessoal/Divulgação

Depois de acompanhar sete intercâmbios do filho, a carioca Márcia Casares se considera uma especialista. Para segurar a ansiedade e ajudar outros pais apreensivos com a idéia de ver os filhos soltos no mundo, ela criou um blog em que relata experiências e dá dicas.

» Quer ser babá no exterior? Fuja das roubadas
» Veja como aproveitar a pós
» Cursar outra faculdade substitui a pós?
» Escolha entre MBA e mestrado

Tudo começou em 2002, quando o filho, Leonardo Casares Temer, realizou a primeira viagem para a Alemanha, aos 14 anos. Ele foi fazer um "Summer Camp", programa de férias que reúne o aprendizado do idioma com atividades juvenis de esportes e lazer, em uma cidade pequena perto de Frankfurt. "Como ele foi alfabetizado em alemão e português, achei que ele deveria conhecer um pouco mais da cultura alemã", conta Márcia.

"Como ele era muito jovem, fiquei bastante insegura, mas tomei todas as precauções, escolhendo, depois de imensa pesquisa na Internet, uma instituição séria e respeitada", lembra. Ela diz que nunca chegou a viajar para encontrá-lo, mas confessa que a conta telefônica chegou a muitos dígitos. "O que me preocupa numa viagem dessas é sempre a integridade física, sou do tipo que desmonta se o filho está doente ou se machuca".

Apesar da confiança em Leonardo, Márcia diz que seu lema é estar alerta sempre. Depois de uma viagem tranqüila, a segunda viagem, dessa vez para a Espanha, deixou a mãe desesperada. Para Márcia, os espanhóis não têm a mesma organização e estrutura dos alemães e ela se sentiu perdida. "Achei que a agência ficou meio sem paciência em me atender, foi péssimo. Fiquei tão sem notícias que um dia, depois de enviar milhões de emails em 'portunhol' para a administração da escola em que ele estava, acabaram me dando o telefone do motorista da van que tinha saído com as crianças para um passeio. Só assim pude falar com ele e fiquei mais calma", conta.

Depois disso, Leonardo viajou com um celular a tiracolo. "Claro que não ia ficar sem falar com meu filho, por nada deste mundo, mas quando veio a conta da operadora quase morri", diz a mãe coruja.

Foi aí que decidiu reunir todas as informações e, da idéia inicial de lançar um livro, mudou para a criação do blog mamaeeointercambio.blogspot.com. Na página, Márcia conta desde o assalto que o filho sofreu em uma viagem aos Estados Unidos até os riscos de uma alimentação não balanceada, lembrando que Leonardo passou quase um mês na Europa a base de pizza.

O blog virou uma espécie de guia para os pais, com informações de como organizar uma viagem, incluindo a escolha do roteiro de acordo com o objetivo de estudo. "Percebo que os jovens também acessam, mas prefiro falar aos pais, pois me atrito às vezes com os jovens, não falo o que eles querem ouvir e desmistifico alguns programas, como o Au Pair e Work & Travel. Também me aborreço com as viagens na maionese, tipo fazer high school na Grécia ou estudar moda na Noruega", relata.

Para Márcia, o segredo de um bom intercâmbio é informação, antecedência e muita pesquisa antes da tomada de decisão. Ela considera que há muitos fatores importantes na escolha do país, da cidade, da escola e do programa. "É preciso ler muito, se informar muito para a viagem ser interessante, segura e com boa relação custo benefício", ensina.

No blog, Márcia fala ainda de países que hoje estão com desvalorização cambial e são uma boa dica para intercâmbios de baixo custo, como a Argentina e a África do Sul. Pessoas antenadas sempre conseguem os melhores preços, lugares, daí a importância da informação e da pesquisa. "Entregar tudo para a agência é considerada uma atitude comodista. A família tem que se envolver".

Neste mês, Leonardo vai novamente para o exterior, mais precisamente para Dresden, na Alemanha, onde esteve também no ano passado. Vai dar continuidade ao curso de alemão e desfrutar o verão na cidade. O retorno está previsto para a metade de agosto, quando retoma a faculdade de direito. Para janeiro, Márcia já está programando uma temporada de espanhol para o filho em Buenos Aires.

Redação Terra
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »