Redação do Enem: apresente propostas e se posicione na conclusão

Um pouco diferente dos demais vestibulares, a conclusão é a principal parte da prova do Enem e vale 200 pontos

16 ago 2013
07h33
atualizado às 07h33
  • separator
  • 0
  • comentários

Quantas vezes você já terminou de ler um livro ou de assistir a um filme e se decepcionou com o desfecho? Pois, se a conclusão do texto for mal elaborada, esse sentimento também poderá estar presente nos mais de 8 mil corretores que lerão as redações do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste ano.

Na conclusão do Enem, o candidato precisa apresentar uma proposta de intervenção social
Na conclusão do Enem, o candidato precisa apresentar uma proposta de intervenção social
Foto: Getty Images

Um pouco diferente dos demais vestibulares, a conclusão é a principal parte da prova e vale 200 pontos no Enem. Para obtê-los, os candidatos devem exercer não só a capacidade de argumentação, mas também questões de cidadania e igualdade. "A prova apresenta um problema e espera que o estudante, além de discuti-lo, também apresente uma proposta de solução. O estudante deve ter participação direta no problema", afirma a professora do laboratório de redação do Curso Objetivo Maria Aparecida Custódio.

Como em qualquer outro teste, a conclusão é o trecho em que o aluno deve retomar e reforçar os argumentos usados ao longo do texto. No caso do Enem, ela ainda deve conter uma proposta de intervenção social relacionada com o tema, que, na grande maioria dos casos, aborda uma questão social. "O aluno deve ter o cuidado de não deixar essa proposta aparecer apenas na conclusão. Ela precisa ser a confirmação daquilo que foi dito durante todo o texto", diz o professor de literatura e redação Cosme Cunha, do Colégio Alfa Cem do Rio de Janeiro.

Na opinião do professor de língua portuguesa e redação Luiz Cláudio Jubilato, do Curso Criar, em São Paulo, é possível fechar a redação com uma conclusão criativa. Entre as possibilidades, justificar a frase escolhida para o título. “Mesmo que o mais comum seja escrever o título por último, relacioná-lo com a conclusão causa uma boa impressão nos corretores”, diz.

Aprenda a concluir
Para ficar mais fácil de entender, imagine que a redação deste ano irá abordar a questão da violência no trânsito. Segundo a professora Maria Aparecida Custódio, o ideal é que o candidato discuta as causas e também as consequências do problema e como ele pode ser minimizado. Além disso, deve também apontar os principais responsáveis e distribuir, de maneira equilibrada, soluções conjuntas entre os setores da sociedade.

"O papel do governo, por exemplo, é criar leis e punições mais severas para esse crime. Já o das escolas é ensinar o respeito e a civilidade no trânsito. Se quiser, o aluno ainda pode acrescentar o papel da mídia, que poderia fazer campanhas mais eficazes e impactantes sobre o assunto", explica. Ideias vagas, porém, não são bem aceitas pelos avaliadores. "Argumentos como 'o governo federal deveria' ou 'a sociedade deveria se conscientizar' se adequariam em qualquer tema, mostrando despreparo do aluno", afirma.

Infográfico: Enem ou vestibular?

Saiba como é o processo de seleção nas principais universidades públicas brasileiras

Infográfico: Ranking Enem

Veja quais são e onde estão as 50 melhores e as 50 piores escolas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)

Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade