Enem: criatividade no título ajuda a garantir boa nota na redação

Embora não seja obrigatório no Enem, o título é considerado por especialistas como fundamental para uma boa redação

7 ago 2013
10h36
atualizado em 9/8/2013 às 15h57
  • separator
  • 0
  • comentários

Assim como na hora de escolher um livro ou um filme, o título é o que mais chama atenção antes da leitura de uma redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Segundo professores especialistas na prova, é parte importantíssima da avaliação, mesmo não sendo obrigatório. Com ele, além de apresentar o tema, é possível causar uma boa impressão nos corretores logo no começo da leitura.

Foto: Thiago Cruz/UFRGS / Divulgação

"Filmes bons com títulos ruins não chamam tanto a atenção dos espectadores. Com a redação é igual. O título serve como rótulo do texto", afirma a professora de língua portuguesa Nina Morena, do Colégio Anglo-Americano, no Rio de Janeiro.

Apesar de opcional, o título também deve seguir algumas recomendações para não ter a nota descontada no Enem. Professora de redação do Colégio e Curso Pensi, também no Rio, Carolina Pavanelli vê nesta pequena frase que antecede o texto um artifício importante para mostrar originalidade. Isso porque o título deve ser criativo e ter uma sacada. "O melhor título é aquele que não entrega o ouro de uma vez só. Faz com que a pessoa fique curiosa para ler", diz. "Vale lembrar que esta prova exige a conquista dos avaliadores, que darão notas melhores para os textos que mais lhe surpreenderem de forma positiva."

Na opinião das professoras, o modelo de título ideal é aquele que consegue apresentar, breve e sinteticamente, o tema e que tenha a ver com a redação escrita pelo aluno, para não ficar deslocado ou sem propósito. Ainda deve ter o cuidado de não revelar o desfecho - o ponto alto, portanto - da redação. "O título não precisa ser genial, só precisa haver uma ligação com o tema. Além disso, o candidato deve evitar muitos verbos, que deixam a frase muito longa. O ideal é que tenha em torno de três palavras", recomenda Carolina.

Infográfico: Enem ou vestibular?

Saiba como é o processo de seleção nas principais universidades públicas brasileiras

Uma dica importante: a professora orienta os alunos a escreverem o título por último, apenas depois de toda a redação estar pronta, para conseguir relacioná-lo com o resto do texto. “Uma forma de mostrar coesão - que vale 200 pontos na prova - é fazer referência do título com a introdução ou com a conclusão. Criando o título por último, portanto, o candidato saberá fazer a relação circular com o texto", diz.

Se a dúvida é sobre o que evitar em um título, as professoras têm a resposta na ponta da língua. Palavras estrangeiras, clichês e chavões não são bem-vistos pelos avaliadores. Segundo Carolina, o uso desses recursos pode mostrar a falta de criatividade - e até mesmo de leitura - do candidato. "Frases batidas como 'que país é esse?' e 'Brasil, mostra a sua cara!', por exemplo, mostram que o aluno não se esforçou para pensar em um título original". Carolina ainda ressalta que, caso queira utilizar símbolos, o aluno precisa ser muito criterioso. Um exemplo é colocar uma arroba em um texto que se refere à globalização. "É fundamental que haja uma relação com o tema proposto", diz.

Infográfico: Ranking Enem

Veja quais são e onde estão as 50 melhores e as 50 piores escolas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)

Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade