PUBLICIDADE

Com 436 mil inscritos, Prouni tem menos candidatos que em 2012

A seleção do meio de ano oferece mais de 90 mil bolsas em universidades privadas

28 jun 2013 12h12
| atualizado às 12h13
ver comentários
Publicidade

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta sexta-feira o balanço do número de inscritos no Programa Universidade para Todos (Prouni). O prazo de inscrições foi encerrado na noite de ontem e contou com 436.941 candidatos a bolsas. O número é inferior ao registrado no mesmo período de 2012, quando foram registrados 456.973 candidatos.

No processo seletivo do segundo semestre, o programa oferece 90.045 bolsas, sendo 55.693 integrais, em instituições particulares de educação superior. Puderam concorrer a bolsas os estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e obtiveram no mínimo 450 pontos de média e nota acima de zero na redação.

O processo seletivo deste segundo semestre prevê duas chamadas. O resultado da primeira será divulgado no domingo, pela internet. De 1º a 8 de julho, o estudante selecionado deve comparecer à respectiva instituição de ensino para comprovação das informações prestadas no momento da inscrição, providenciar a matrícula e, se for o caso, participar de seleção própria da instituição.

O resultado da segunda chamada está previsto para 16 de julho. O estudante terá de 16 a 22 do mesmo mês para comprovar as informações e providenciar a matrícula.

Caso fique fora das duas chamadas e pretenda integrar a lista de espera, o candidato terá de fazer a adesão, também on-line, de 26 a 29 de julho. A lista estará disponível no Sistema Informatizado do Prouni (Sisprouni) para consulta pelas instituições de ensino em 1º de agosto. No dia seguinte, será feita a primeira convocação.

O candidato selecionado terá até o dia 7 do mesmo mês para a comprovação dos documentos e matrícula. Em 12 de agosto, será feita a segunda convocação. O prazo para aferição dos documentos e matrícula vai até o dia 15.

 Criado em 2005, o Prouni oferece bolsas de estudos em instituições particulares a estudantes egressos do ensino médio da rede pública. Também são atendidos bolsistas integrais oriundos da rede particular. Para a bolsa integral, o candidato precisa comprovar renda bruta familiar, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. Para a bolsa parcial, de até três salários mínimos.

Infográfico: Enem ou vestibular?

Saiba como é o processo de seleção nas principais universidades públicas brasileiras

Infográfico: Ranking Enem

Veja quais são e onde estão as 50 melhores e as 50 piores escolas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade