Comissão aprova MP do magistério federal com alterações do relator

14 ago 2013
00h49
atualizado às 00h49
  • separator
  • 0
  • comentários

A comissão mista que analisa a Medida Provisória (MP) 614/2013 aprovou hoje (13) o relatório com alterações ao texto original feito pelo deputado Roberto Santiago (PSD-SP). A medida estabelece, entre outras coisas, a exigência de doutorado para professores que ingressarem no magistério federal. Atualmente, é exigido apenas o diploma de graduação, inclusive no caso de universidades federais.

O relator acolheu emenda que permite a esses professores receberem por atividades extras em suas áreas de atuação, tais como participação em palestras, conferências e eventos culturais.

Ele também modificou o texto original, enviado pelo Executivo, para permitir que as instituições federais de pesquisa possam firmar contratos com entidades privadas para prestarem serviços de pesquisa e desenvolvimento tecnológico, entre outros.

O projeto de lei de conversão no qual foi transformada a MP 614 será agora encaminhado para o plenário da Câmara dos Deputados e depois para o Senado Federal. A matéria ainda pode ser modificada nas duas Casas antes de seguir para sanção da presidenta Dilma Rousseff.

Edição: Aécio Amado

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil

Agência Brasil Agência Brasil
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade