Coisa de criança? Brinquedo é coisa séria... e de adulto!

Alguns brinquedos ajudam no desenvolvimento de crianças e adultos, pois estimulam a criatividade e o empreendedorismo

13 jul 2015
07h56
  • separator
  • comentários

Não subestime a hora de relaxar: uma simples brincadeira pode ajudar você a desenvolver competências importantes. Brinquedos educativos incentivam crianças e adultos a serem criativos e empreendedores e, cada vez mais, marcas investem no segmento e buscam desenvolver materiais que instiguem e estimulem os consumidores.

Siga Terra Educação no Twitter

Com o Lego Serious Play, a brincadeira é para os adultos. O Grupo LEGO, fundado na Dinamarca e mundialmente conhecido pelos blocos montáveis que podem se agrupar de infinitas maneiras, desenvolveu o Lego Serious Play em 2000. “Veio de um desejo da LEGO de ter um método que liberasse o potencial dos seus empregados, e particularmente num processo que envolvesse mais estratégia”, conta Per Kristiansen, um dos master trainers do Lego Serious Play.

O LSP, como ficou conhecido, é uma técnica em que um grupo de pessoas constrói modelos de LEGO como respostas para uma questão, trabalhando juntas para buscar soluções. Funciona assim: um grupo de pessoas se reúne com um facilitador - ou treinador. Ele pedirá ao grupo que construa uma torre, por exemplo. Nesse processo, todos trabalham em conjunto e descobrem as suas principais competências.

“(O LSP) foi desenvolvido numa colaboração entre um empregado da LEGO e dois professores. Quando o dono viu o poder do método, o que fez pela empresa dele e pelos empregados, decidiu que mais pessoas deveriam se beneficiar disso, então decidiu criar uma empresa separada que pudesse trazer (o método) para o mercado e fazer isso com um modelo em que consultores fossem treinados”, relembra Kristiansen.

Hoje, os facilitadores do LSP viajam o mundo trazendo o programa para as empresas que proporcionarem essa experiência aos seus funcionários. “(Quem participa do LSP) tem um comprometimento diferente para o resultado, e o resultado é sempre diferente, novo e surpreendente”, diz.

Os brinquedos costumam estimular a criatividade das crianças, mas também servem para os adultos
Os brinquedos costumam estimular a criatividade das crianças, mas também servem para os adultos
Foto: iStock

 

Aprendizado para crianças

Laviara Finger teve dificuldade em encontrar brinquedos adequados para os seus próprios filhos. Por isso, criou a solução. “Eu, como mãe, assim que tive o primeiro filho, procurei brinquedos criativos e senti dificuldade em achar. Por isso, tive a ideia de montar uma loja”, conta.

A Eureka Brinquedos Criativos é uma loja on-line de Santa Catarina que comercializa brinquedos criativos. “Procuramos muito por brinquedos coloridos, que chamem bastante atenção e que de alguma maneira estimulem ou desenvolvam alguma habilidade, seja ela motora, criativa, de alfabetização ou de matemática, por exemplo”, diz a empresária.

Para Laviara, os brinquedos de madeira têm apelo maior para os pequenos e para os pais. “Trabalhamos bastante com madeira e procuramos resgatar aqueles brinquedos de antigamente, que os pais e os avós brincaram”, conta.

A gigante alemã Faber-Castell tem a sua própria linha de produtos para incentivar a criatividade nos pequenos. A Creativity for Kids (Criatividade para Crianças, em tradução livre) foi criada em 2004 para estimular a criatividade por meio da pintura e da decoração. São desde jogos de pratinhos até dinossauros para que as crianças pintem e decorem como quiserem. Segundo a Faber-Castell, a ideia é que no final de cada projeto a criança tenha uma peça única. Os resultados são diferentes para cada criança, que tem sua própria imaginação e lado criativo.

Os brinquedos foram desenvolvidos conforme os quatro pilares para a educação da Unesco, que são: aprender a conhecer, aprender a conviver, aprender a fazer e aprender a ser. Mais recentemente, a empresa lançou a família dos animais divertidos, com quatro novos bichinhos, o Sapinho Divertido, o Cachorrinho Divertido, o Gatinho Divertido e a Corujinha Divertida. Todos são animais de tecido que acompanham canetas coloridas para que a criança exercite a sua criatividade.

Trabalho artesanal

Para a família do Marcos Josife de Medeiros Blauth, brinquedos criativos já são uma tradição. O trabalho dele é na Sol Brinquedos Pedagógicos, de Porto Alegre. “O desenvolvimento da criatividade em si parte deste princípio: eu tenho peças, o que vou fazer com elas? Posso empilhar na horizontal, posso empilhar na vertical, posso criar uma estrutura. O espaço de criatividade depende muito da participação dos pais e de que as crianças se reconheçam dentro do brinquedo. Não só as crianças, mas jovens e adultos também”, explica Blauth.

Os brinquedos são produzidos artesanalmente por Josife, a esposa e o filho, e são feitos em madeira. “Existe uma característica intrínseca na sociedade de que brinquedo é coisa de criança. Propomos uma evolução do raciocínio. As peças são desenhadas individualmente, não temos processo industrial, é artesanal de produção de uma maneira que cada um dos brinquedos é produzido para alguém”, diz. Entre os brinquedos mais produzidos estão quebra-cabeças 3D, desafios em cubos e mosaicos.

 

Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade