PUBLICIDADE

Chile elimina expressão 'ditadura militar' de livros escolares

4 jan 2012 15h51
| atualizado às 15h55
Publicidade

O governo do Chile eliminou a expressão "ditadura militar" dos textos escolares para se referir à gestão de Augusto Pinochet (1973-1990), substituindo o termo por "regime militar", como confirmou o novo ministro de Educação, Harald Beyer. As informações são da agência Ansa

O primeiro protesto estudantil no Chile foi realizado no dia 28 de abril de 2011; seis meses depois, os jovens continuam enfrentando a polícia, tirando a roupa para cobrar mais investimento e mostrando para o mundo a 'falência' do modelo educacional do País, herdado do governo do ditador Augusto Pinochet. Veja em 60 fotos os seis meses de manifestações
O primeiro protesto estudantil no Chile foi realizado no dia 28 de abril de 2011; seis meses depois, os jovens continuam enfrentando a polícia, tirando a roupa para cobrar mais investimento e mostrando para o mundo a 'falência' do modelo educacional do País, herdado do governo do ditador Augusto Pinochet. Veja em 60 fotos os seis meses de manifestações
Foto: Terra

"Geralmente é mais usada a expressão regime militar", justificou Beyer, assegurando que o novo conceito está de acordo com o resto do mundo onde "as expressões são mais gerais".

A mudança, adotada em uma sessão extraordinária do Conselho Nacional de Educação, estipula que as crianças do primeiro ao sexto ano aprendam que no Chile houve um "regime militar" entre 1973 e 1990.

O ministro assegurou que, pessoalmente, ele reconhece "que foi um regime ditatorial" mas que existe "um procedimento e que muitos educadores participaram" da decisão.

De acordo com o jornal digital chileno El Dínamo, a proposta prevê a comparação de "diferentes visões sobre a quebra da democracia no Chile, o regime militar e o processo de recuperação da democracia no final do século XX, considerando os distintos atores, experiências e pontos de vista", além do "consenso atual a respeito do valor da democracia".

Fonte: Terra
Publicidade