CE: governo reduz em até 40% salário de professores da rede pública

Projeto prevê a redução através do corte de gratificações dos educadores

9 jun 2013
11h08
atualizado às 11h16
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Um projeto enviado pelo prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo (PMDB), foi aprovado na semana passada pela Câmara Municipal sob protestos e deve reduzir em até 40% o salário dos professores da rede pública do município. A votação - que contou com com 12 votos favoráveis, quatro contrários e três abstenções - acabou em conflito entre vereadores, educadores e Polícia Militar. Atualmente, professores de Juazeiro recebem cerca de R$ 2,2 mil - valor acima do piso estabelecido pelo Ministério da Educação, de R$ 1.567,00. As informações são do jornal O Povo.

Além de reduzir o salário dos professores - através do corte de gratificações de insalubridade - a medida também aumenta a carga horária e retira direitos da categoria, como benefícios para educadores próximos da aposentadoria ou aqueles que ficarem doentes no exercício da profissão. Com os descontos aprovados, educadores poderão perder até R$ 600 da folha mensal. O projeto foi aprovado sob vaias dos professores e envolveu bate-boca entre o presidente da Câmara de Juazeiro, Antônio de Lunga (PSC), e vereadores da oposição. O líder do governo na Câmara, Nivaldo Cabral (DEM), defendeu o projeto dizendo que professores de Juazeiro têm salários acima do piso pago no Ceará e que a folha da prefeitura estaria “inviável”.

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/educacao/infograficos/quanto-ganha-um-professor-no-brasil/iframe.htm" href="http://noticias.terra.com.br/educacao/infograficos/quanto-ganha-um-professor-no-brasil/iframe.htm">veja o infográfico</a>

Veja também:

'Sou acusada de sequestrar meu próprio filho branco adotado'
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade