Cabral: situação da educação no Rio é vexatória e me envergonha

30 dez 2011
08h45

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), afirmou em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo que a situação da educação no Estado é vexatória e que ele se envergonha dos indicadores que colocam o Rio na 26ª posição no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). "Na educação eu errei no primeiro mandato: mantive a politização na ponta, nas coordenadorias", disse.

Apesar das críticas, ele elogiou o trabalho do secretário Wilson Risolia e prometeu melhorias. "Risolia está fazendo um trabalho emocionante. É vexatória a situação. Vigésimo sexto no Ideb me envergonhou profundamente. Meu compromisso é estar entre os cinco do Ideb em 2014", completou. O governador ainda fez uma avaliação do governo da presidente Dilma Rousseff, que classificou com "nota 10", e defendeu as privatizações do governo Fernando Henrique Cardoso. "Qualquer discurso caricato antiprivatização eu rejeito preliminarmente", completou.

Fonte: Terra
publicidade