publicidade
22 de janeiro de 2013 • 19h22

Aprovada em 5º lugar, aluna de 14 anos faz matrícula na UFMS

 

Com apenas 14 anos, a estudante Nathaly Gomes Tenório garantiu na Justiça o direito de fazer a matrícula para cursar artes visuais na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). A garota fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no ano passado e conseguiu, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), ficar na quinta posição entre todos os estudantes que disputavam uma vaga no curso da universidade.

A matrícula foi feita na segunda-feira, após o desembargador Sérgio Fernandes Martins, do Tribunal de Justiça do Estado, ter determinado a expedição do certificado de conclusão do ensino médio. A adolescente já estava matriculada para cursar o segundo ano em uma escola pública de Campo Grande, mas com a decisão vai entrar direto na universidade. As aulas começam em abril.

Em entrevista ao Terra nesta terça-feira, Nathaly disse que está bem tranquila quanto ao novo desafio. "Não tenho medo nenhum. Sei que vai ser bem diferente do colégio, mas quando minha mãe fazia faculdade, eu ia sempre com ela e gostava muito do ambiente da universidade", disse a jovem. A mãe da adolescente, que é advogada, foi quem entrou com a ação na Justiça, já que a universidade não aceitava a matrícula porque Nathaly não tinha o certificado de conclusão do ensino médio.

A estudante conta que fez o Enem apenas como teste, e que ficou surpresa com o bom desempenho. Ela tirou 647 pontos nas provas objetivas e 740 na redação - em uma escala que vai de zero a 1 mil. "Não esperava esse resultado porque não tinha visto todo o conteúdo do ensino médio, mas me inscrevi no Sisu e vi (pela nota de corte) que seria possível a aprovação", disse a adolescente, que completa 15 anos em maio.

Ela ainda afirmou que estudou bastante ao longo de todo o ano passado para o Enem, mas que não deixava o lazer de lado. "A minha mãe nunca me cobrou um método de estudo, e sim resultado. Então tinha dias que eu estudava três horas e, em outros só meia hora", afirma. Nathaly chegou a estudar em um colégio militar de Campo Grande, mas no ano passado decidiu trocar para uma escola estadual para poder se dedicar mais ao Enem. "Meu objetivo era o Enem e no colégio militar havia muita atividade e não sobrava muito tempo para focar mais nisso".

Sobre a escolha do curso, ela disse que sempre gostou de artes plásticas e que tem o sonho de ser professora. "Eu optei por licenciatura porque quero muito dar aula. Mas depois ainda penso em fazer faculdade de direito e de jornalismo". Tempo não vai faltar para mais estudo já que a primeira graduação deve ser concluída quando Nathaly tiver 18 anos.

Conclusão do Ensino Médio pelo Enem
Estudantes maiores de 18 anos podem utilizar a nota no Enem para obter o certificado de conclusão do ensino médio junto às secretarias estaduais de educação. No entanto, os jovens menores de 18 que não tenham concluído o ensino médio precisam entrar com uma ação na Justiça para garantir a obtenção do certificado. No caso de Nathaly, a decisão do Tribunal de Justiça possibilitou que ela ingressasse na universidade tendo feito apenas o primeiro ano.

Terra