2 eventos ao vivo

vc repórter: halo solar colore o céu no Centro-Oeste do País

30 set 2011
13h44
atualizado às 17h20

Nesta sexta-feira, um fenômeno natural conhecido como halo solar, chamou a atenção de moradores da região Centro-Oeste do Brasil e repercutiu entre os internautas nas redes sociais Facebook e Twitter.

Fenômeno foi visto por moradores de Brasília, na região Centro-Oeste do País
Fenômeno foi visto por moradores de Brasília, na região Centro-Oeste do País
Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

"Hoje o céu e o sol de Brasília está com o efeito Halo. Não sabe o que é? Olhe para o sol e veja o milagre da natureza", escreveu (@CrisHalls) no Twitter. (@lorenaborges_) também comentou o fenômeno no microblog "saia do abrigo e vá ver o "efeito halo"... o sol ta liiiiiiiiiiindo!".

De acordo com informações da metereologista Josélia Pegorim, da agência Climatempo, o halo é um fenômeno relativamente comum e pode ocorrer em qualquer lugar ao redor do Sol (halo solar) ou ao redor da lua cheia (halo lunar).

Em qualquer um dos casos, a formação do halo indica que o céu está coberto de nuvens finas, formadas basicamente por diminutos cristais de gelo. São estes cristais que interagem com a luz que vem Sol ou da Lua e geram os círculos concêntricos coloridos, nas mesmas cores do arco-íris.

Ainda segundo a metereologista, em algumas situações especiais pode ocorrer um duplo-halo. Neste caso o observador veria dois arco-íris concêntricos: um mais próximo do Sol ou da Lua, com cores mais fortes. O segundo halo apareceria mais distante e com as cores mais suavizadas.

Os internautas Ana Brasil, André Luiz, Andre Renato, Chirliana Souza, Douglas Haunss, Giselle de Oliveira, Valter Campos e Charles Wortmeyer, de Brasília (DF), Martinho Junior, Toninho Madureira e Ademir Moura, de Goiânia (GO), Wesley Moreira Dantas, de Ceilândia (DF), e Marcio Couto, de Itaberaí (GO), participaram do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui.

vc repórter

compartilhe

publicidade
publicidade