PUBLICIDADE

Um terço dos aquíferos do mundo está secando, diz Nasa

Oito dos 37 principais aquíferos do mundo foram classificados como "sobre estressados" poe falta de novo volume de água entrando

17 jun 2015 - 13h53
(atualizado às 16h37)
Compartilhar
Exibir comentários
Aquífero Alter do Chão, localizado sob os estados do Pará, Amapá e Amazonas
Aquífero Alter do Chão, localizado sob os estados do Pará, Amapá e Amazonas
Foto: Divulgação

A água para uso humano está secando a uma taxa alarmante em cerca de um terço das bases aquíferas do mundo, com potenciais riscos para agricultores e outros consumidores, disseram pesquisadores.

Oito dos 37 principais aquíferos do mundo foram classificados como "sobre estressados", pois praticamente não têm novo volume de água entrando para compensar o uso, segundo dois estudos da Universidade da Califórnia, baseados em dados de satélites da Nasa. Outros cinco aquíferos são classificados como "altamente estressados", o que significa que água nova está entrando nessas bases, mas elas ainda enfrentam problemas.

Siga o Terra Notícias no Twitter

Os aquíferos se tornam estressados quando água em excesso é retirada de sua base para uso residencial, agrícola ou industrial, ao mesmo tempo a água da superfície não entra em volume suficiente para reabastecer as formações rochosas subterrâneas.

O Sistema Aquífero Árabe, uma fonte-chave de água para 60 milhões de pessoas na Arábia Saudita, Iraque, Catar, Síria e outros países, é o mais sobre estressado, mostrou a pesquisa. A Base Aquífera Indu, no noroeste da Índia e no Paquistão, é a segunda mais vulnerável, e a Base Murzuk-Djado, no norte da África, é a terceira.

Todas essas regiões já sofrem com variados graus de tensões políticas, e a escassez de água vai invariavelmente elevar os problemas sociais, disseram os pesquisadores. "Estamos tentando alertar agora para apontar onde o gerenciamento ativo hoje pode proteger vidas e o sustento no futuro", disse em comunicado Alexandra Richey, autora principal dos dois estudos.

Os cientistas não sabem exatamente o quanto de água ainda resta nos aquíferos. "Em uma sociedade com escassez de água, não podemos mais tolerar esse nível de incerteza, especialmente se a água da terra está desaparecendo tão rapidamente", acrescentou.

As principais notícias da manhã no Brasil e no mundo (17/06):
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade