3 eventos ao vivo

Temporada de caça de baleias começa "sob protestos" na Islândia

29 jun 2015
15h36
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Islândia começou nesta segunda-feira a temporada de caça de baleias 2015, informaram as autoridades, enquanto centenas de milhares de internautas assinaram uma petição exigindo o fim desta prática.

Dois navios baleeiros, "Hvalur 8" e " Hvalur 9", "partiram ontem", domingo, afirmou à AFP o diretor da estação baleeira de Hvalfjörður, Gunnlaugur Gunnlaugsson. Acrescentando que até esta segunda-feira ao meio-dia ainda não tinham capturado qualquer cetáceo.

Desde que a caça foi retomada em 2006, a Islândia (como Noruega) rejeitou a moratória da Comissão Baleeira Internacional (CBI) sobre a caça à baleia para fins comerciais.

Depois da caça de 137 baleias-fin (o segundo maior animal do mundo, depois da baleia-azul) em 2014, o governo decretou uma quota de 154 capturas em 2015. A Islândia também caça a baleia-de-minke, uma espécie menor, com uma quota de 229 para 2014-2015, bem acima do número de exemplares capturados (apenas 24 em 2014).

Uma petição protestando contra a pesca de baleias coletou mais de 700.000 assinaturas até esta segunda-feira, ou seja, o dobro da população islandesa. O abaixo-assinado foi lançado pelo site de ciberativismo Avaaz.org.

Especificamente, tem como alvo o governo de São Cristóvão e Nevis, chamando este país das Antilhas a remover a bandeira de conveniência dada ao "Winter Bay", o navio da companhia baleeira Hvalur que transporta carne de baleia exportada da Islândia.

A demanda por esta carne diminuiu na Islândia, assim como no Japão, seu maior cliente, na medida em que a imagem do produto está ficando pior entre os consumidores.

Veja também:

As mortes sem holofotes de quem luta pelo meio ambiente no Brasil e no mundo
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade