1 evento ao vivo

Ministra defende ampliação do consumo de orgânicos no País

10 ago 2012
12h22
  • separator

O consumo de produtos orgânicos no País não pode ficar restrito apenas às classes média e alta. A afirmação é da ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira. "As práticas já existem no Brasil, precisamos ganhar escala", defende Izabella.


Para Izabella, ainda falta levar os produtos para a rotina do cidadão comum. Segundo a ministra, o Brasil está em um momento de grandes discussões sobre a agroecologia e produção orgânica. "Acredito que estamos na reta final da discussão, no âmbito do governo, do que seria o Programa Nacional de Agroecologia. Nós entendemos que é um dos assuntos prioritários não só pela questão do meio ambiente por causa da sustentabilidade, mas por produzir alimentos mais saudáveis."


Por serem produzidos sem uso de agrotóxicos, adubos químicos ou hormônios, esses alimentos são mais saudáveis e não agridem o meio ambiente. A deputada e idealizadora da Frente Parlamentar pelo Desenvolvimento da Agroecologia e Produção Orgânica, Luci Choinacki, diz que as famílias brasileiras devem se preocupar mais com os alimentos que consomem. "O alface, o feijão, não nascem no supermercado, passam por um longo processo até chegar ali."

Luci explica ainda que a atividade tem outros benefícios. "Além de aspectos ambientais, a atividade considera aspectos sociais, éticos e políticos da agricultura, valoriza os saberes populares, o modo de vida camponês e a economia solidária e ecológica."


Veja também:

Investidores internacionais pedem resultados contra desmatamento
Fonte: DiárioNet DiárioNet
publicidade