2 eventos ao vivo

Relatório ambiental da Tetra Pak estima redução de emissões

24 mai 2012
11h05

A Tetra Pak lança edição de seu relatório ambiental 2010/2011 e reforça suas metas ambientais. A empresa projeta crescimento médio dos negócios de 5% ao ano e redução de 40% nas emissões de CO2 até 2020. A taxa de reciclagem de 27% do total consumido deve avançar para 40% até 2014, de acordo com previsão da companhia.


De acordo com o relatório de sustentabilidade, a empresa investiu entre 2010 e 2011 mais de R$ 20 milhões em ações para fomento das iniciativas de coleta seletiva, desenvolvimento de tecnologias de reciclagem e na transferência para empresas recicladoras, além de educação ambiental.


O diretor de Meio Ambiente da empresa, Fernando Von Zuben, explica que, para continuar a crescer de forma sustentável, não basta reestruturar e modificar apenas ações e operações da Tetra Pak, é necessário envolver toda a cadeia de valor, fornecedores, indústria de alimentos e, principalmente, os consumidores. "Além de dar continuidade a programas de educação ambiental e de preservação da biodiversidade, investiremos na instalação de novos pontos de entrega voluntárias, no desenvolvimento da indústria recicladora e apoiaremos a implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos", afirma Zuben.


A Tetra Pak também aspira o desenvolvimento de embalagens produzidas com matérias-primas 100% renováveis. Atualmente, as embalagens são compostas por 5% de alumínio, 20% de plástico e 75% de papel, uma fonte renovável proveniente de florestas certificadas. Para aumentar esse porcentual, a empresa lançou em 2011 as tampas de polietileno verde de alta densidade, fabricado a partir do etanol de cana-de-açúcar. No início de 2012 a companhia anunciou a ampliação do fornecimento para todas as embalagens com tampas produzidas no País.


Fonte: DiárioNet DiárioNet
publicidade