1 evento ao vivo

PSA pode reverter perdas do Código Florestal, diz dirigente

1 nov 2012
12h02
Sabrina Bevilacqua
Direto de São Paulo

O novo Código Florestal trouxe perdas na quantidade de áreas de preservação, mas a aprovação da lei que estabelece o Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) pode ajudar a reverter isso, afirma o gerente de Conservação da organização The Nature Conservancy (TNC), Henrique Santos.


Durante o 28º Café com Sustentabilidade, em São Paulo, Santos disse que medidas como o PSA ajudam a incentivar os donos de terras a preservar mais do que o obrigatório. "Assim temos uma política pública de gestão da propriedade, não apenas de controle e comando", explica.


Além disso, compensações como essa podem incentivar produtores a fazer seus Cadastros Ambientais Rurais (CAR) com mais transparência, beneficiando aqueles que mais conservarem o bioma.


O CAR também pode facilitar a implementação do PSA. "Um puxa o outro. O CAR é uma maneira de monitorar se o ativo ambiental permanece", diz Santos. Para ele, o CAR funciona como uma base de dados confiável para estabelecer o PSA."A partir das informações do CAR, será possível verificar quais as melhores áreas do ponto de vista da conservação e quais merecem um pagamento maior."


Ele afirma que, com a aprovação do Código Florestal, o PSA vai entrar com força na pauta e destaca a necessidade de que ele seja bem estruturado. "Quem vai pagar a conta somos nós, por isso temos de criar mecanismos para que o dinheiro chegue aos produtores que realmente preservam."


Fonte: DiárioNet DiárioNet
publicidade