0

Comlurb já retirou mais de 10 t de peixes mortos na noite dessa quarta

14 mar 2013
00h46
atualizado às 00h55
  • separator
  • comentários

Pelo menos mais dez toneladas de peixes mortos já foram retirados pela Comlurb, empresa responsável pela limpeza pública do Rio de Janeiro, na noite dessa quarta-feira na Lagoa Rodrigo de Freitas, cartão postal da cidade do Rio de Janeiro.

Um funcionário da companhia que  trabalhava em uma das margens do espelho d'água definiu o incidente como um catástrofe ambiental. "Agora está muito pior. Os peixes estão começando a apodrecer e o cheio é pavoroso", disse o homem, que preferiu não se identificar.

Os cerca de 30 funcionários que estavam desde às 15h na limpeza integravam o segundo turno escalado para a missão. Uma nova equipe chegou ao local à 0h desta quinta-feira. "Aí tem pelo menos trabalho pra mais um dia, isso se a corrente ajudar", completou o funcionário.

Depois das 18h já haviam sido retirados mais dois caminhões cheios, cada um com cerca de  5,5 toneladas de peixes. No final da tarde, a quantidade de peixes retirados da lagoa já passava de 33 toneladas.

Pessoas que passavam pelo local paravam para fotografar o cenário catastrófico. A engenheira Carolina Wigg se disse incomodada. "Faço exercício todo os dias, mas hoje está bem difícil com esse fedor", afirmou.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade