3 eventos ao vivo

Schwarzenegger: só acordo não é suficiente contra aquecimento

15 dez 2009
09h43
atualizado às 09h55

O governador do Estado americano da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, disse nesta terça-feira antes do nono dia de atividades da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, realizada em Copenhague, na Dinamarca, que irá incentivar os acordos internacionais, mas isso não será suficiente para combater o aquecimento global.

Climate Go Green INFO 5
Climate Go Green INFO 5
Foto: Reuters

Segundo ele, "os governos do mundo não podem fazer sozinhos o progresso que é necessário à mudança climática global". "Eles precisam da ajuda de cidades, estados, províncias e regiões. Necessitam de corporações, ativistas, cientistas e universidades", afirmou.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e mais outros 100 líderes, passarão por Copenhague com a esperança de assinar um plano para limitar as causas do aquecimento global. Schwarzenegger foi convidado para discursar na cúpula com o objetivo de destacar os esforços ambientais dos Estados e governos locais, informou seu porta-voz, Aaron McLear.

Desde que se comprometeu a diminuir as emissões há três anos, o político e ator conseguiu colocar a Califórnia no caminho certo para cortar em torno de 30% do CO2.

COP-15
A Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, de 7 a 18 de dezembro, que abrange 192 países, vai se reunir em Copenhague, na Dinamarca, para a 15ª Conferência das Partes sobre o Clima, a COP-15. O objetivo é traçar um acordo global para definir o que será feito para reduzir as emissões de gases de efeito estufa após 2012, quando termina o primeiro período de compromisso do Protocolo de Kyoto.

Fonte: Redação Terra

compartilhe

publicidade