0

Pela 1ª vez, cientistas fotografam códigos genéticos de DNA

4 dez 2012
15h14
atualizado às 15h16

Códigos genéticos já foram sequenciados por cientistas, modificados para comidas, e possibilitaram a construção de companhias de bilhões de dólares. Porém, até agora, ninguém havia conseguido fotografá-los. O código está armazenado ao longo de tiras de DNA e estruturado em uma espécie de hélice dupla. Em 1953, quando James Watson e Francis Crick criaram a forma mais conhecida do DNA, eles se basearam em teorias, intuições e uma imagem produzida por difração de raio-x.

Pela primeira vez, humanos capturaram fotografias diretas do DNA
Pela primeira vez, humanos capturaram fotografias diretas do DNA
Foto: Reprodução

De acordo com o jornal Huffington Post, imagens baseadas em radiografias melhoraram com o passar dos anos, produzindo visualizações cada vez mais claras. Porém, a técnica conta com luzes de difrações. As imagens do DNA produzidas, portanto, não são fotografias reais, mas uma interpretação.

Agora, pela primeira vez, humanos capturaram fotografias diretas do DNA. Enzo di Fabrizio, pesquisador da Universidade de Gênova, na Itália, desenvolveu a técnica que "puxa" fitas de DNA entre dois pilares minúsculos de silicone, para depois fotografá-las com um microscópio de elétrons. Até este ponto, a técnica registra sete tiras de DNA que estão envolvidas com o que se refere a uma "corda". Isso acontece por que os elétrons emitidos pelo microscópio são muito poderosos para tirar uma foto de uma fita sem destruí-la.

Di Fabrizio explica que o problema poderia ser resolvido com o uso de um escopo de elétron com menos energia. "Com melhor preparação de amostras e melhor resolução de imagem, poderíamos diretamente observar o DNA em um nível de base singular", explica.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade