0

Osso no pescoço sugere que neandertais falavam como humanos

21 dez 2013
17h28
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Um osso no pescoço dos neandertais dá indícios de que eles eram capazes de falar, de acordo com um estudo publicado nesta semana na revista científica PLoS One. O osso hioide, que fica na parte superior do pescoço, logo acima do maxilar, suporta a musculatura na base da língua, e sem ele a fala articulada seria impossível. O osso hioide que os pesquisadores estudaram provém de uma caverna em Israel, e foi o primeiro do tipo a ser descoberto. As informações são do site iScience Times.

<p>&Uacute;ltimos neandertais (na foto, modelo de museu) teriam passado pela Pen&iacute;nsula Ib&eacute;ricah&aacute; cerca de 45 mil anos</p>
Últimos neandertais (na foto, modelo de museu) teriam passado pela Península Ibéricahá cerca de 45 mil anos
Foto: Neanderthal Museum (Mettmann, Germany) / Divulgação

A descoberta desse osso, em 1989, imediatamente levou à especulação sobre a capacidade dos neandertais de falar. A ideia, porém, foi recebida com cautela e gerou controvérsia no meio acadêmico. Cientistas do Canadá, Austrália, Estados Unidos e outros países voltaram a analisar o osso, desta vez com simulações feitas em computador. Com o uso de microtomografia em raio-x, eles verificaram como o osso hioide interagia com os músculos ao redor. 

Os cientistas descobriram que a estrutura do osso mostrava sinais de "intensa e constante atividade metabólica", que pode ser fruto da linguagem. Para um dos autores do estudo, Stephen Wroe, pesquisador na Austrália, a análise mostra que o osso hioide não apenas parece com o que os humanos têm atualmente, mas também era usado de maneira bastante similar.

INFOGRÁFICO

Você Sabia?
É possível recriar animais extintos a partir de seu DNA?

 

Veja também:

Como usar uma máscara facial corretamente
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade