PUBLICIDADE

Novos fósseis sugerem antigas origens de espécies do fundo do mar

Novos fósseis sugerem antigas origens de espécies do fundo do mar

10 out 2012 - 10h45
Publicidade

Uma coleção de fósseis descobertos na costa da Flórida sugere que os animais do fundo do mar, como ouriços, estrelas do mar e pepinos do mar podem ter evoluído mais cedo do que se acreditava anteriormente e sobrevivido a períodos de extinções em massa semelhantes aos que dizimou os dinossauros. O estudo, realizado por Ben Thuy e seus colegas da Universidade de Göttingen, na Alemanha, estão publicados na revista de PLoS ONE.

Os fósseis de águas profundas foram descobertos ao longo da costa da Flórida, nos EUA
Os fósseis de águas profundas foram descobertos ao longo da costa da Flórida, nos EUA
Foto: PLoS ONE / Divulgação

Anteriormente, os pesquisadores acreditavam que estes animais evoluíram em passado relativamente recente, depois de pelo menos dois períodos de extinção em massa causada por mudanças em seu ambiente oceânico. A nova coleção descrita neste estudo antecede os registros mais antigos conhecidos da fauna de hoje em dia.

Segundo os autores, esta evidência mostra que os animais viveram nestas águas profundas por muito mais tempo do que se pensava anteriormente. Que esta coleção de fósseis parece ter sobrevivido várias mudanças drásticas em climas oceânicos também sugere que a biodiversidade de águas profundas podem ser mais resistente do que as formas de vida fora da água, e mais resistentes a eventos de extinção do que se pensava.

Fonte: Terra
Publicidade