0

Novo teste de DNA identifica até cor do cabelo de criminosos

4 jan 2011
11h52
  • separator
  • comentários

Uma pesquisa de um centro médico da Holanda, em conjunto com cientistas da Polônia, conseguiu aprimorar o teste forense de DNA ao ponto de indicar a cor de cabelo do dono do material genético. Segundo a instituição, o novo exame indica com mais de 90% de precisão se o cabelo de uma pessoa é ruivo ou preto e, com mais de 80% de precisão, se é loiro ou castanho.

Segundo o cientista Svante Pääbo, do Instituto Max Planck, na Alemanha, genoma do Neandertal indica que ele cruzou com humanos
Segundo o cientista Svante Pääbo, do Instituto Max Planck, na Alemanha, genoma do Neandertal indica que ele cruzou com humanos
Foto: Instituto Max Planck / Divulgação

Segundo o Centro Médico Erasmus, da Holanda, o teste indica até diferenças na tonalidade - se uma pessoa tem cabelo loiro mais claro ou mais escuro, por exemplo. O DNA utilizado pode ser retirado de sangue, esperma, saliva ou outro material genético encontrada na cena de um crime.

"Estamos possibilitando prever as cores de cabelo a partir do DNA, o que representa um grande avanço, pois, até agora, apenas cabelos ruivos (que são mais raros) podiam ser estimados a partir do DNA", diz o professor Manfred Kayser, chefe do departamento de biologia molecular forense, em nota do centro médico. Segundo o pesquisador, eles estudaram o DNA de centenas de europeus e identificaram 13 "marcadores" de 11 genes que informam a cor do cabelo.

Segundo a nota do centro médico, pesquisas anteriores já indicaram a possibilidade de prever a cor do olho e até a idade de um suspeito baseadas apenas em DNA encontrado na cena de um crime e poderão ajudar em investigações policiais.

Redação Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade