0

França prevê produzir 1ª vacina contra dengue em até 4 anos

30 nov 2012
18h08
atualizado às 18h20

O grupo farmacêutico Sanofi Pasteur prevê produzir a primeira vacina contra a dengue em 2015 ou 2016, informaram à AFP fontes do grupo farmacêutico.

Charlotte Ponce tem a face marcada pelos cirurgiões antes de primeira operação nos Estados Unidos. A menina de 10 anos que foi desfigurada pelo ataque de um guaxinim quando tinha apenas 3 meses de vida passou por uma cirurgia para reconstruir sua face no hospital Beaumont, em Royal Oak
Charlotte Ponce tem a face marcada pelos cirurgiões antes de primeira operação nos Estados Unidos. A menina de 10 anos que foi desfigurada pelo ataque de um guaxinim quando tinha apenas 3 meses de vida passou por uma cirurgia para reconstruir sua face no hospital Beaumont, em Royal Oak
Foto: AP

"Esta vacina sem dúvida estará disponível em meados de 2015 ou em 2016", assegurou o doutor Jean Lang, diretor do programa de dengue do grupo farmacêutico, que iniciou os testes de fase 3 em mais de 31 mil jovens de 2 a 13 anos em vários países de América Latina e sudeste asiático.Segundo a Organização Mundial da Saúde, entre 50 e 100 milhões de casos são registrados a cada ano em mais de 100 países.

"Com os ministérios da Saúde de dez países nos que realizamos estudos clínicos, incluímos 31 mil menores e adolescentes de dois a treze anos e esperamos os resultados da fase três para o final de 2014", disse Lang.Mais de 150 funcionários já trabalham na produção, apesar de a comercialização da vacina não estar prevista antes de 2015, nem terem sido concluídos os testes clínicos de cujos resultados o imunizante depende.

No total, a Sanofi vai investir 350 milhões de euros na construção da fábrica de Neuville-sur-Saône (leste). A Sanofi Pasteur espera realizar grandes campanhas de vacinação em países como Brasil e Índia, onde as epidemias da dengue levam o caos aos hospitais e causam absenteísmo laboral.

"Esta vacina tem um grande interesse econômico", disse Marc Gentilini, especialista em doenças infecciosas do grupo e ex-presidente da Cruz Vermelha francesa. A metade dos habitantes do mundo estão em regiões endêmicas onde a dengue está presente, tanto na Ásia quanto na América Latina ou nos Estados Unidos.

A Europa registrou este ano os primeiros casos de dengue desde os anos 1920, com 1,3 mil pessoas afetadas por um vírus que contraíram na Ilha da Madeira (Portugal).

Enquanto o grupo francês se concentra na dengue, o britânico GlaxoSmithKline (GSK) trata de desenvolver uma vacina contra a malária, que mata mais de 650 mil pessoas ao ano.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

publicidade