9 eventos ao vivo

Estudo liga uso de anticoncepcionais e baixo desejo sexual

6 mai 2010
14h11

As mulheres que utilizam anticoncepcionais hormonais, como as pílulas e os adesivos de pele, costumam ter menor atividade sexual que outras, indica um novo estudo realizado por universidades da Alemanha. A disfunção sexual feminina (FSD, na sigla em inglês), que inclui baixas libido e satisfação sexual, é uma condição que é ligada ao estresse, vulnerabilidade biológica e fatores de relação. Contudo, a pesquisa indica que os anticoncepcionais também podem estar ligados a esse problema. As informações são do Live Science.

Imagens produzidas pelo hospital mostram como foi realizado transplante de rosto
Imagens produzidas pelo hospital mostram como foi realizado transplante de rosto
Foto: AP

Segundo a reportagem, os pesquisadores analisaram 1.046 mulheres, todas estudantes na área médica, que usaram apenas um tipo de medida anticoncepcional e estavam sexualmente ativas nas quatro semanas anteriores ao estudo. Das entrevistadas, 32,4% eram consideradas com risco de desenvolver FSD e 20,4% de desenvolver qualquer outra disfunção sexual.

As mulheres que utilizaram medidas anticoncepcionais não-hormonais foram as que tiveram melhor pontuação no teste. Além disso, as fumantes tiveram escores mais elevados do que as não-fumantes.

De acordo com o pesquisador Alfred Mueck, da Universidade de Tuebingen, os resultados são preliminares e, portanto, mostram apenas associação, e não causalidade. Contudo, ele diz que a ligação entre os anticoncepcionais hormonais e as disfunções sexuais abre uma nova porta para medidas contra um persistente problema de saúde feminino.

"FSD é uma desordem muito comum. (...) Duas a cada cinco mulheres tem pelo menos uma disfunção sexual, sendo a mais comum o baixo desejo", diz a pesquisadora Lisa Maria Wallwiener, da Universidade de Heidelberg.

Fonte: Redação Terra

compartilhe

publicidade
publicidade