PUBLICIDADE

Estudo: flores surgiram 100 milhões de anos antes do que se pensava

1 out 2013 - 17h00
(atualizado às 17h00)
Ver comentários
Publicidade
Pesquisadores descobriram grãos de pólen fossilizados
Pesquisadores descobriram grãos de pólen fossilizados
Foto: Peter A. Hochuli1. P, A and Feist-Burkhardt. S, Frontiers in Plant Science, 2013 / Divulgação

Cientistas divulgaram nesta terça-feira a descoberta de grãos de pólen fossilizados de 240 milhões de anos. Os fósseis podem colocar o surgimento das flores 100 milhões de anos antes do que se imaginava. A pesquisa foi publicada no jornal Frontiers in Plant Science.

O pólen fossiliza mais facilmente do que folhas e flores e, por isso, são os mais comuns registros das primeiras plantas com flores. Esses vegetais eram relacionados às coníferas, aos ginkgos, às cicadáceas e as "samambaias com sementes" (pteridospermatófitas).

Peter Hochuli e Susanne Feist-Burkhardt, da Universidade de Zurique, encontraram os fósseis em Weiach e Leuggern, no norte da Suíça. Em 2004, os pesquisadores já haviam encontrados pólen do Triássico a 3 mil quilômetros ao norte das cidades suíças, no mar de Barents, o que confirmaria que as plantas com flores evoluíram muito antes do Cretáceo.

As duas regiões estudadas, na época que viveram as plantas, tinham clima subtropical. A Suíça, contudo, era muito mais seca, o que indica que essas flores ocorriam em habitats bem distintos. Além disso, a estrutura do pólen indica que elas eram polinizadas por insetos parecidos com besouros - já que as abelhas surgiriam apenas 100 milhões de anos depois.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade