0

Descobertos os mais antigos instrumentos musicais, com 42 mil anos

25 mai 2012
16h39
atualizado às 16h49

Pesquisadores das universidades de Oxford (Reino Unido) e de Tübingen (Alemanha) descobriram os instrumentos musicais mais antigos conhecidos - com pelo menos 42 mil anos. Os objetos têm a forma de flautas e foram feitos de ossos de aves e de presas de mamutes.

As flautas primitivas foram feitas com ossos de aves e presas de mamute
As flautas primitivas foram feitas com ossos de aves e presas de mamute
Foto: Universidade de Tübingen / Divulgação

As flautas primitivas foram encontradas em um sítio arqueológico na região de Swabian Jura, na Alemanha, a qual os pesquisadores acreditam ser a primeira ocupada por humanos modernos na Europa. A datação foi feita pelo professor Tom Higham e sua equipe - de Oxford - e colocou os objetos entre 42 mil e 43 mil anos atrás.

"Esse tipo de datação em alta precisão é essencial para estabelecermos uma cronologia confiável para testar ideias que expliquem a expansão de humanos modernos na Europa", diz Higham.

"Esses resultados são coerentes com uma hipótese feita anos atrás de que o rio Danúbio foi um corredor-chave no movimento de humanos e nas inovações tecnológicas na Europa central entre 40 mil e 45 mil anos atrás", diz o professor Nick Conard, de Tübingen, que participa das escavações. Outra hipótese indicava que os humanos só haviam chegada ao alto Danúbio entre 40 mil e 39 mil anos atrás.

O estudo indica que essa região deu origem ao período Aurignaciano, a primeira cultura a produzir uma variedade de artes figurativas, música e outras inovações culturais.

Fonte: Terra
publicidade