2 eventos ao vivo

Cientistas dizem ter provado que ETs são produto da imaginação

27 out 2011
12h50
  • separator

Pesquisadores americanos conduziram os primeiros experimentos que, segundo eles, conseguiram provar que os chamados encontros imediatos com óvnis e extraterrestres são produtos da mente humana. O estudo, não refuta a existência de vida em outros planetas, apenas levanta uma dúvida convincente sobre as abduções relatadas pelas pessoas.

O Arquivo Nacional do Reino Unido divulgou na quinta-feira um novo lote de documentos secretos sobre casos de objetos voadores não identificados (ovnis).  Os arquivos contêm dezenas de relatos de ovnis entregues ao ministro da Defesa entre 1995 e 2003. Entre os documentos, está esse esboço de um relato de um objeto em forma de "U" visto em Edimburgo em outubro de 1995
O Arquivo Nacional do Reino Unido divulgou na quinta-feira um novo lote de documentos secretos sobre casos de objetos voadores não identificados (ovnis). Os arquivos contêm dezenas de relatos de ovnis entregues ao ministro da Defesa entre 1995 e 2003. Entre os documentos, está esse esboço de um relato de um objeto em forma de "U" visto em Edimburgo em outubro de 1995
Foto: Divulgação

Através de uma pesquisa do Out-Of-Body Experience Research Center, localizado em Los Angeles, Estados Unidos, 20 voluntários foram instruídos a realizar uma série de processos mentais antes de dormir, entre esses processos, os cientistas os orientaram a usar a técnica do sonho lúcido (técnica que permite que o sonhador controle e interaja livremente com seus conteúdos oníricos). A partir daí, os estimularam a entrar em contato com "alienígenas" - tudo isso para que eles acreditassem que poderiam de fato ter experiências diretas com seres originados de um planeta além do nosso.

De acordo com o pesquisador Michael Raduga, o resultado foi esclarecedor: mais da metade dos voluntários se disseram capazes de fazer contato com óvnis ou extraterrestres durante seus sonhos. O problema é que muitos acreditam na factualidade de sonhos desse tipo e passam a afirmar que viram ou foram abduzidos por organismo extraterreno.

Raduga projetou o experimento para testar sua teoria de que muitos relatos de encontros alienígenas são realmente produtos mentais de pessoas que vivem em um estado próximo da alienação, estado de distanciamento da realidade.

Para ele e para seu grupo de trabalho, as experiências compravam que os comuns relatos de encontros entre humanos e seres de outros planetas são apenas um produto da nossa imaginação - como muitos já supunham previamente. "Quando as pessoas experimentam abduções alienígenas durante a noite, eles normalmente não sabem que estão no sono REM, e confundem produtos da imaginação com a realidade", disse Raduga.

Segundo o site Life's Little Mysteries, é estimado que 1 milhão de americanos têm experiências como essas a cada ano. Não se sabe ao certo quantos relatos semelhantes são registrados ao redor do mundo durante o mesmo período.

Raduga diz: "Acontecimentos dessa natureza podem parecer realistas e muitas pessoas não conseguem entender como isso acontece. Nosso estudo mostra que tais ocorrências nada tem a ver com alienígenas, mas sim com as impressionantes habilidades mentais humanas."

Um dos voluntários da pesquisa de Radunga, o qual, assim como os outros, foi estimulado a sonhar que era possível contatar alienígenas, identificado como Alexander N., disse que durante os experimentos encontrou três aliens que se materializaram diante de seus olhos. "Eles pareciam mais como criaturas do filme The Thing, de John Carpenter (em português, O Enigma de Outro Mundo, filme de 1982). "Eles não queriam fazer contato comigo coisa nenhum, queriam me assustar. Acabei ficando assustado e acordei", disse.

Raduga planeja publicar os resultados de suas recentes experiências e realizar mais estudos sobre a capacidade dos humanos em fabricar e acreditar que encontros com alienígenas são reais.

Veja também:

É um menino! O 1º filhote de gorila do zoológico de Boston
Geek
publicidade