0

Cientistas criam gato que brilha no escuro para curar a aids

12 set 2011
09h02
atualizado às 09h33

Na busca por criar um animal imune ao vírus causador da aids, cientistas criaram um gato que brilha no escuro. Os pesquisadores alteraram o gato geneticamente inserindo no seu DNA uma proteina de macaco e o gene de uma medusa luminosa. Após a mudança, o gato ficou resistente ao FIV, a versão felina do vírus HIV.

A pesquisa feita pela organização Mayo Clinic foi publicada na revista Nature Methods . Os vírus FIV e HIV são bastante semelhantes e causam os mesmos problemas em gatos e humanos, respectivamente. Os cientistas esperam que, a partir do estudo com felinos, possam adaptar o método para uso em humanos.

O gato Tabbies ficou imune à versão felina do HIV após o procedimento
O gato Tabbies ficou imune à versão felina do HIV após o procedimento
Foto: Mayo Clinic / Reuters
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade