publicidade
04 de fevereiro de 2010 • 09h43

Câncer pode ser evitado com vacinas e mudança de hábitos

 

Cerca de 40% dos casos de câncer no mundo poderiam ser evitados se houvesse mudanças nos hábitos de vida das pessoas. É o que afirma a União Internacional contra o Câncer (UICC).

Segundo o relatório, caso fossem adotadas medidas de imunizações (vacinas), combinadas a um estilo de vida adequado 4,8 milhões de casos de câncer diagnosticados todos os anos não ocorreriam. Entre os hábitos que devem ser estimulados estão alimentar-se adequadamente, praticar exercícios físicos e parar de fumar e beber.

O relatório afirma que as autoridades de saúde devem priorizar o combate ao câncer de colo de útero e ao de fígado, causados respectivamente pelo vírus HPV e pelas hepatites B e C. Os problemas podem ser evitados com vacinas.

"As autoridades de todo o mundo têm a oportunidade e a obrigação de usar vacinas para salvar vidas, além de educar suas comunidades para escolhas de estilos de vida e medidas de controle que reduzam o risco de câncer", afirmou o diretor-executivo do UICC, Cary Adams. Segundo a OMS, o número de mortes por câncer no mundo deve aumentar 45% de 2007 a 2030, passando de 7,9 milhões para 11,5 milhões.

O Dia