PUBLICIDADE

Bulgária: arqueólogos acham tesouro de mais de 2 mil anos

8 nov 2012 - 14h33
(atualizado às 21h48)
Publicidade

Arqueólogos encontraram artefatos de ouro que datariam de entre os séculos 4 a.C. e 3 a.C., na Bulgária. O tesouro estava na maior de 150 tumbas de uma tribo trácia, na região de Getas, norte do país. As informações são da agência Reuters.

Arqueólogo mostra figura de ouro de cavalo encontrada junto a um tesouro de mais 2 mil anos
Arqueólogo mostra figura de ouro de cavalo encontrada junto a um tesouro de mais 2 mil anos
Foto: AFP

As descobertas incluem um anel de ouro, 44 figuras femininas e 100 botões de ouro. "Esses são incríveis achados do apogeu do domínio de Getas", diz Diana Gergova, chefe do time de arqueólogos. "Do que vimos até agora, a tumba pode estar ligada ao primeiro líder gético conhecido, Cothelas."

Uma das tumbas - a de Sveshtari - está na lista de patrimônios da humanidade da Unesco devido a sua arquitetura única, decorada com seres femininos metade humanos e metade plantas.

Os trácios mantiveram uma poderosa aristocracia guerreira em uma área que se estendia pelas atuais Romênia, Bulgária, norte da Grécia e a parte europeia da Turquia, e que teria começado por volta de 4000 a.C.. Eles viviam nos limites das civilizações grega e romana, com muitas disputas com estas, até serem absorvidos pelo Império Romano por volta do ano 45 d.C..

Muitos artefatos foram encontrados nas tumbas búlgaras e que dão muitas informações sobre os trácios, já que não se conhecem registros escritos desse povo.

Fonte: Terra
Publicidade