2 eventos ao vivo

Cientistas fazem "fígado rudimentar" humano em laboratório

3 jul 2013
17h05
atualizado às 17h05
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Imagem mostra brotos hepáticos desenvolvidos em laboratório
Imagem mostra brotos hepáticos desenvolvidos em laboratório
Foto: Takanori Takebe / Divulgação

Cientistas conseguiram criar um fígado humano "rudimentar" a partir de células-tronco. Segundo os pesquisadores, esta técnica poderia ser aplicada a outros órgãos, como pâncreas, rins e até mesmo pulmões. O estudo foi divulgado nesta quarta-feira na revista especializada Nature.

"Nós simplesmente juntamos três tipos de células, inclusive progenitoras derivadas de iPS (sigla em inglês para células-tronco pluripotentes induzidas) humanas, e descobrimos que elas inesperadamente se auto-organizaram e formaram um broto hepático - um fígado rudimentar", diz Takanori Takebe, da Universidade da Cidade de Yokohama (Japão) e principal autor do estudo, a jornalistas.

Esses "brotos" foram implantados em ratos e desenvolveram tecido funcional de fígado e tinham vasos sanguíneos também funcionais. De acordo com o cientista, essa é uma prova de que a criação de órgãos com células-tronco está no caminho certo e pode ser uma alternativa no futuro para a falta de doadores.

O cientista afirma que esses brotos aparecem naturalmente no embrião humano por volta de cinco ou seis semanas de gestação. "Nós basicamente mimetizamos esse processo de transição muito inicial de formação de brotos hepáticos", diz. Passar desse estágio para a formação de um fígado adulto é considerado muito difícil pelo pesquisador.

O próximo passo, afirma o cientista, é criar brotos ainda menores, pequenos o suficiente para sejam injetados na corrente sanguínea dos ratos. Para o uso em humanos, o passo considerado mais importante pelo pesquisador é a produção em larga escala desses brotos. "Quando consideramos as aplicações clínicas, talvez dezenas de milhares de brotos hepáticos tenham que ser gerados in vitro (...) Isso pode levar talvez cinco ou seis anos."

Veja também:

É um menino! O 1º filhote de gorila do zoológico de Boston
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade