inclusão de arquivo javascript

 
 

Mulher pagará US$ 150 mil por clone de seu cão

15 de fevereiro de 2008 09h55 atualizado às 11h52

Uma empresa da Coréia do Sul anunciou que obteve permissão para fazer o primeiro clone de cachorro com fins comerciais. A companhia de biotecnologia RNL Bio produzirá um clone de um cachorro pit bull a pedido de uma cliente norte-americana da Califórnia.

A mulher, identificada pelo jornal Korea Times como Bernann McKinney, pagará US$ 150 mil pelo clone, que será uma cópia de um cachorro que ela tinha e se chamava Booger. A empresa diz que um acordo para a criação do cachorro foi assinado entre a RNL, McKinney e o Centro de Pesquisa de Células Tronco e Clonagem Animal da Universidade Nacional de Seul.

O projeto de clonagem, que envolverá cooperação entre iniciativa privada e institucional, deverá ser concluído até fevereiro de 2009. Para fazer o clone, os cientistas utilizará células retiradas da orelha do pit bull original para fecundar óvulos que serão inseridos em barrigas de aluguel de outras cadelas.

Processo
Para cada clone, é necessário que cerca de oito cadelas sejam engravidadas, a fim de que as chances de nascimento sejam mais altas. A equipe prevê que o clone de Booger será geneticamente idêntico e terá aparência semelhante ao do animal morto. "Pit bulls nunca foram clonados na Coréia, mas como já tentamos com uma boa variedade de cães, não deveria haver maiores dificuldades", disseram os cientistas em matéria publicada no site coreano donga.com.

"Se formos bem sucedidos, será o primeiro caso no mundo em que uma empresa clona um cachorro para uma cliente", enfatizou a equipe. O diretor da companhia, Ra Jeong-chan, disse que espera receber cerca de 500 pedidos para clones nos próximos anos, especialmente de milionários muito apegados a seus finados bichinhos de estimação.

BBC Brasil
BBC Brasil - BBC BRASIL.com - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC BRASIL.com.