0

Museu dos EUA devolve ao Egito peça de sarcófago faraônico

27 out 2009
11h09
atualizado às 13h13

O Museu Metropolitano de Arte de Nova York devolverá na quinta-feira ao Egito a parte perdida do sarcófago do Rei Amenemhat I, fundador da XII dinastia, do Império Meio (1975-1640 .a.C), informou nesta terça um comunicado oficial egípcio.

Após quase cem anos fora do país, a parte perdida do sarcófago do Rei Amenemhat I, fundador da XII dinastia, do Império Meio (1975-1640 .a.C), voltará ao Egito
Após quase cem anos fora do país, a parte perdida do sarcófago do Rei Amenemhat I, fundador da XII dinastia, do Império Meio (1975-1640 .a.C), voltará ao Egito
Foto: EFE

Segundo uma nota do Conselho Supremo de Antiguidades, após quase cem anos fora do país, a peça milenar que faz parte da base do sarcófago, voltará ao Egito depois que o Museu Metropolitano de Arte o comprou de um colecionador em Nova York.

Com a recuperação da peça, a base do sarcófago será completada. A estrutura fica no templo do deus Ptah, em Karnak, em Luxor, cerca de 700 quilômetros ao sul do Cairo.

A recuperação da peça ocorreu depois que as autoridades do museu americano entraram em contato com os responsáveis pelas antiguidades egípcias e expressarem o desejo de devolvê-la ao país árabe.

Os especialistas em arqueologia pensavam que a peça do sarcófago, que acreditam tenha sido trasladado a Luxor durante o Império Novo (1539-1075 .a.C) da antiguidade, tivesse perdida há um século, segundo o texto.

EFE   

compartilhe

publicidade
publicidade