0

Morre Renato Dulbecco, prêmio Nobel de Medicina de 1975

20 fev 2012
15h11

O prêmio Nobel de Medicina em 1975, Renato Dulbecco, de 97 anos, morreu nesta segunda-feira, segundo confirmou o presidente do Conselho Nacional de Pesquisas italiano (CNR, na sigla em italiano), Luigi Nicolais. As informações são da Agência Ansa.

Cientistas esperam estender a tecnologia de transplantes de órgãos internos para os membros como braços e pernas. Novas próteses ligadas ao cérebro podem responder a comandos cada vez mais complexos e executar movimentos com mais fidelidade.
Cientistas esperam estender a tecnologia de transplantes de órgãos internos para os membros como braços e pernas. Novas próteses ligadas ao cérebro podem responder a comandos cada vez mais complexos e executar movimentos com mais fidelidade.
Foto: Ryerson University/Reprodução / TecMundo

Dulbecco foi um dos cientistas pioneiros na pesquisa sobre genética do câncer e recebeu o Nobel por sua descoberta relacionada a doenças cancerosas. Ele recebeu o prêmio ao lado de David Baltimore e Howard Temin.

Nascido na Itália, ele obteve cidadania norte-americana e lecionou no California Institute of Technology. Em 1955, isolou o primeiro mutante do vírus da poliomielite, e, em 1960, começou a se voltar à pesquisa oncológica.

Na Itália, o cientista chegou a coordenar as pesquisas sobre material genético conduzidas pelo Instituto de Tecnologia Biomédica do Conselho Nacional de Pesquisa até 1995.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade