0

Morre loba-guará em zoológico de Goiânia

4 mar 2010
12h04
atualizado às 12h54
Márcio Leijoto
Direto de Goiânia

O Parque Zoológico de Goiânia perdeu seu último lobo-guará, uma fêmea de quatro anos de idade que há quatro meses sofria provavelmente com um tumor hepático. Há 15 dias o estado do animal - um dos símbolos do Cerrado - se agravou e ele morreu. Chamada de Uva pelos funcionários, a loba estava sozinha no zoológico desde 2007, quando uma outra fêmea foi transferida para Belo Horizonte.

O que chamou a atenção dos funcionários do zôo é que a doença atinge os lobos mais velhos, e Uva era relativamente nova. O problema hepático levou a outros, que culminaram em uma pneumonia e problemas cardíacos. Há uma semana a loba não se alimentava.

Veterinários coletaram material para encaminhar à Universidade Federal de Goiás (UFG), onde será feito o laudo oficial de necropsia. Uva é o oitavo animal a morrer neste ano no parque, que está interditado desde julho de 2008 após o Ibama de Goías e a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (Dema) constatarem e começarem a apurar o elevado número de óbitos de animais ocorridos no parque.

A expectativa é que o zoológico só seja reaberto no segundo semestre deste ano. Em setembro do ano passado foi assinado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre a direção do parque, o Ibama e o Ministério Público Federal (MPF) para a realização de adequações estruturais que garantam o bem-estar do plantel.

Cerca de 90 animais morreram no estabelecimento em 2009. Laudos feitos pelo MPE e pela Dema constataram a precariedade da estrutura do zoológico, em parte por culpa da falta de investimentos do poder público no local. Desde sua criação, nos anos 50, o parque nunca passou por uma reforma.

Fonte: Especial para Terra
publicidade