2 eventos ao vivo

Menina se recupera após sofrer derrame ainda no útero da mãe

6 set 2012
15h54

Uma menina britânica surpreendeu médicos em Liverpool, na Inglaterra, ao se recuperar de um derrame que sofreu ainda no útero da mãe. Segundo os especialistas que acompanharam o caso, Maddie certamente não conseguiria andar, nem falar devido ao problema. Agora, ela se prepara para ir para a escola. As informações são do site do jornal britânico Daily Mail.

Menina surpreendeu os médicos
Menina surpreendeu os médicos
Foto: The Grosby Group

Contudo, aos sete meses, ela conseguiu ficar em pé pela primeira vez, o que deu esperanças aos pais, Lisa e Lee Farrell. Com 1 ano, ela aprendeu a andar e, com 2, disse as primeiras palavras.

Depois que ela deixou o hospital, onde ficou por cinco semanas e meia, eles chegaram a planejar a compra de uma cadeira de rodas e pensar como cuidariam dela em tempo integral. Mas ela surpreendeu todos ao usar áreas não danificadas do cérebro para substituir aquelas afetadas pelo derrame.

"Quando Maddie nasceu, eu esperava ouvi-la chorar, mas isso não ocorreu. (...) Ela foi levada ao Hospital da Criança Alder Hey, onde nos contaram que ela tinha tido um derrame dez dias antes, quando ainda estava no útero. Quando os médicos nos contaram, eu não consegui acreditar, eu achava que derrame era algo que só acontecia com gente mais velha", diz a mãe.

"Cerca de três em cada 1 mil bebês vão ter um dano cerebral ainda no útero e morrer devido a isso, mas outros dois a cada 1 mil vão ter esse dano e sobreviver. Um bebê tem mais potencial para se recuperar de um derrame do que um adulto porque eles são mais capazes de se adaptar ao usar outras partes do cérebro", diz Andy Shennan, obstetra consultado pelo jornal britânico Daily Mail.

"Acredita-se que sobreviver a um dano grande no cérebro antes do nascimento é incomum, e é extraordinário que Maddie esteja se recuperando tão bem", diz o especialista. Agora, a menina consegue viver uma vida normal com os pais e os irmãos Georgia, 11 anos, Rhys, 10 anos, e Aaron, 20 anos.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade