1 evento ao vivo

Mary Leakey: conheça a arqueóloga homenageada pelo Google

Britânica recebeu um doodle nesta quarta-feira, quando completaria 100 anos

6 fev 2013
08h38
atualizado às 10h05
  • separator
  • 0
  • comentários

A arqueóloga e antropóloga britânica Mary Leakey é a responsável pela descoberta do primeiro esqueleto de Proconsul, gênero de primatas que viveu há aproximadamente 22 milhões de anos. Hoje extintos, acredita-se que esses hominoides são ancestrais dos humanos. Ela dedicou grande parte de suas carreira a descobrir as ferramentas e fósseis de homínideos. Trabalhando na África durante muitos anos, desenvolveu um sistema de classificação de utensílios de pedra e, além de seu trabalho para revelar mais sobre a história dos humanos, também encontrou 15 novas espécies animais e um gênero até então desconhecido.

Crânio do Australopithecus boisei - um dos primeiros hominídeos que viveram no Leste da África - foi descoberto por Mary Leakey em 1959
Crânio do Australopithecus boisei - um dos primeiros hominídeos que viveram no Leste da África - foi descoberto por Mary Leakey em 1959
Foto: Wikimedia Commons / Divulgação

Mary Leakey é homenageada no 100º aniversário em doodle do Google

Filha de um pintor que viajava o mundo retratando paisagens, Mary Leakey desenvolveu gosto pela aventura logo cedo. Em 1925, aos 12 anos, começou a escavar uma caverna na França, onde sua família estava morando. Seu interesse pela pré-história foi desperto, e ela passou a colecionar as ferramentas que encontrava, criando seu primeiro sistema de classificação. Por parte de mãe, Leakey era prima de um arqueólogo.

Mary Leakey também fazia ilustrações dos objetos que encontrava. Em 1932, seu trabalho chamou a atenção da famosa arqueóloga Gertrude Caton–Thompson, que a convidou para acompanhá-la em suas jornadas. Como artista e arqueóloga amadora, a britânica participou de expedições; em uma delas, conheceu Louis Leakey, naturalista que precisava de uma ilustradora. Enquanto trabalhavam juntos, eles se apaixonaram e mantiveram um romance, apesar de Louis estar casado à época.

Mary Leakey
Mary Leakey
Foto: Google.com / Reprodução

Louis e Mary Leakey tiveram três filhos ao longo da década de 1940. Os garotos passaram a maior parte da infância em sítios arqueológicos. Os Leakeys faziam escavações e explorações como uma família. Em 1960, ela se tornou diretora de escavações na garganta de Olduvai, na África. Com a morte do marido, em 1972, Mary e os três filhos mantiveram vivo o interesse pela arqueologia, criando uma tradição na área como a família Leakey.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade