Ciência

publicidade
10 de dezembro de 2009 • 09h23 • atualizado às 09h46

Jovens americanos tiram a roupa para protestar em Copenhague

Climate World - INFO1
Foto: Reuters

Jovens americanos tiraram a roupa nesta quinta-feira para protestar em torno do Bella Centre, local que recebe a Conferência da ONU sobre o Clima, em Copenhague, na Dinamarca, até o próximo dia 18. Os ativistas se manifestaram contra o aquecimento global.

Vestindo apenas cuecas e lingeries ou roupas de banho, os manifestantes cercaram os delegados dos 192 países que chegavam para o quarto dia de reunião sobre as mudanças climáticas no planeta.

Tensão na cúpula
Ontem, algumas decisões aumentaram a tensão entre os delegados que participam da conferência em Copenhague. Uma iniciativa da ilha de Tuvalu, uma das nações mais ameaçadas pelo aumento do nível dos mares, levou a uma rara divisão no grupo G77 mais a China, que costuma negociar em bloco pelos países em desenvolvimento.

O negociador-chefe da ilha, Ian Fry, afirmou que o país não vai aceitar nada menos do que a discussão de um novo protocolo legal mais rigoroso que o de Kyoto. "O meu primeiro-ministro e vários outros chefes de Estado têm a intenção clara de vir a Copenhague para assinar um acordo com validade legal", afirmou Fry, segundo informações da BBC Brasil. "O nosso futuro depende desse encontro", disse

Tuvalu visa limitar o aumento da temperatura global a 1,5ºC e estabilizar as concentrações de gases que provocam o efeito estufa em 350 partes por milhão (ppm). Já os países industrializados e alguns em desenvolvimento, entre eles o Brasil, querem manter o limite em 450 ppm. Atualmente, a concentração de gases de efeito estufa na atmosfera gira em torno de 387 ppm.

Para os países emergentes, como o Brasil, a China, Índia e a África do Sul, o limite de 350 ppm não é bem aceito, porque pode se tornar uma barreira para o crescimento econômico.

Brasil nega racha
Luiz Alberto Figueiredo Machado, negociador-chefe do Brasil na COP-15, informou não existir "racha" no G77. "É natural que haja às vezes algumas divergências, que são democraticamente discutidas, são postas na mesa e se tenta chegar a um consenso. O grupo é de fato bastante diverso e convivemos com isso", afirmou o diplomata.

COP-15
A Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, de 7 a 18 de dezembro, que abrange 192 países, vai se reunir em Copenhague, na Dinamarca, para a 15ª Conferência das Partes sobre o Clima, a COP-15. O objetivo é traçar um acordo global para definir o que será feito para reduzir as emissões de gases de efeito estufa após 2012, quando termina o primeiro período de compromisso do Protocolo de Kyoto.

Redação Terra