Ciência

publicidade
18 de maio de 2012 • 19h14 • atualizado às 20h28

Jovem infectada por bactéria que come carne pode perder mãos e pés

Aimée Copeland, 26 anos, contraiu a bactéria através de um corte acidental
Foto: AP

Uma jovem do estado da Geórgia, nos Estados Unidos, infectada por uma bactéria que devora carne humana, pode perder suas mãos e pés, segundo seu pai informou nesta sexta-feira em uma rede social.

"Aimée está muito doente", escreveu Andy Copeland, que assegurou que sua filha de 26 anos, "mantém seu espírito positivo". "Suas mãos passaram de uma coloração roxa a avermelhada", descreveu o pai da jovem. "Pode mexer os punhos. Infelizmente, seus dedos já não podem ser recuperados", afirmou Andy.

Segundo os Centros para o Controle e Prevenção de Doenças, a cada ano ocorrem aproximadamente 750 casos desta perigosa infecção, e uma a cada cinco vítimas morre.

As bactérias que devoram a carne são comuns no ambiente, mas raramente infectam humanos. No entanto, quando o fazem, atacam o corpo rapidamente, sendo necessário um tratamento intenso com antibióticos para impedir sua propagação.

São muitos os tipos de bactérias que causam a condição conhecida como fasciite necrosante, na qual a bactéria ataca o tecido saudável e o destrói. Uma delas, a Aeromonas hydrophila, causou a infecção em Aimée depois de entrar em seu corpo por um corte acidental. Os médicos já extirparam parte de seu abdômen, amputaram uma perna e devem amputar os dedos das mãos para conter a propagação da doença.

O caso de Aimée está causando comoção no país. Recentemente, foi revelado que a estranha doença tem outra vítima: uma mulher da Carolina do Sul, que acaba de dar à luz gêmeos sadios, e que notou uma lesão rara na parte de atrás de sua perna. A enfermeira Lana Kuykendall, 36 anos, já se submeteu a quatro intervenções cirúrgicas para retirar a carne morta, na tentativa de conter a bactéria. Ainda não se sabe como Lana foi infectada.

EFE