Musculação ajuda mulheres que tiveram câncer de mama

27 de março de 2006 • 18h56 • atualizado às 22h04

Um estudo publicado parcialmente hoje no site do jornal Cancer Research afirma que os exercícios com pesos ajudam as mulheres que tiveram câncer de mama a melhorarem sua qualidade de vida.

Segundo a pesquisa, que será publicada na íntegra em maio, quatro em cada cinco mulheres que venceram o câncer e que adotam a musculação duas vezes por semana se tornam mais dispostas. Enquanto isso, apenas metade das participantes que não realizaram exercícios obtiveram alguma melhora. O trabalho afirma que as mulheres que sobrevivem a um câncer de mama apresentam freqüentemente uma série de seqüelas como insônia, aumento de peso, fadiga crônica, depressão e ansiedade.

A pesquisa foi realizada entre o final de 2001 e o início de 2002 e contou com a participação de 86 mulheres que tiveram a doença nos três anos anteriores.

Metade das participantes começou a realizar exercícios com peso durante seis meses, enquanto as outras não adotaram nenhum tipo de exercício físico.

Após esse período os pesquisadores fizeram perguntas relacionadas ao bem-estar físico, ao casamento e à atividade sexual das participantes.

As mulheres que começaram a fazer exercícios sentiram uma maior melhora nestas áreas. Elas também disseram que estavam mais fortes, velozes e confiantes, o que as ajudou a recuperar a sensação de que controlavam seus corpos.

Segundo estudos anteriores, o exercício aeróbico, como a caminhada, ajuda a melhorar a qualidade de vida das pacientes.

Para os autores da pesquisa atual, incluir a musculação pode ajudar ainda mais estas mulheres a lidarem melhor com seu corpo e com a vida.

EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »