Cientistas alertam para riscos do paracetamol

08 de dezembro de 2005 • 10h18 • atualizado às 10h29

Cientistas lançaram um alerta a respeito dos riscos que o paracetamol traz para a saúde depois que foi divulgado que o analgésico se tornou a principal causa de insuficiência hepática nos Estados Unidos. A proporção de problemas no fígado causados pelo paracetamol chegou a 51% do total em 2003, segundo pesquisa divulgada pela revista científica New Scientist.

  • Remédio pode prejudicar fetos
  • EUA pedem mais advertências

    Em 1998, esta proporção era de 28%. Os cientistas americanos responsáveis pelo estudo chegaram à conclusão de que 20 comprimidos de paracetamol por dia são suficientes para causar insuficiência hepática e levar à morte. A dose máxima recomendada é de oito.

    Tentativas de suicídio
    A pesquisa foi feita pelo Grupo de Estudo sobre Insuficiência Hepática Aguda, uma entidade que envolve pesquisadores de várias universidades americanas, e foi publicada originalmente na revista acadêmica Hepatology.

    Os cientistas analisaram dados colhidos com 662 pacientes que foram tratados de insuficiência hepática aguda entre 1998 e 2003. Entre os 275 casos relacionados ao consumo de analgésicos, 48% se deveram a causas não-intencionais, e 44%, a tentativas de suicídio.

    Um em cada quatro casos pesquisados resultou na morte do paciente. As pessoas que sofreram o problema em geral estavam tomando, sem saber, vários remédios que continham paracetamol.

  • BBC Brasil - BBC BRASIL.com - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC BRASIL.com.
     
    Enviar para amigos
    Fechar por:
    Enviar para amigos
    Fechar por:

    Imprimir

    Fechar
    Mais vistos

    Notícias

    1. Carregando...
    leia mais notícias »