Satélites ambientais ajudarão a prever catástrofes naturais

25 de agosto de 2005 • 12h54 • atualizado às 17h46

Os satélites de controle ambiental europeus ajudarão consideravelmente a prever catástrofes naturais, como as atuais inundações na Europa central, que já deixaram 53 mortos, informou hoje a Agência Espacial Européia (ESA).

O subdiretor do centro de controle da ESA em Darmstadt, Jean-François Kaufeler, disse que o satélite europeu Envisat "obtém informações das fontes de poluição ambiental e dos danos naturais e, inclusive, indica suas causas potenciais".

Na sede de controle da ESA, Kaufeler disse que, "tecnicamente, já existe a possibilidade de prever estas catástrofes naturais, mas na prática falta dinheiro e tempo para desenvolver o sistema" por completo.

Neste sentido, o futuro Controle Global para o Meio Ambiente e Segurança (GMES, em inglês), que será colocado em operação em 2010, contribuirá para a compreensão e o domínio das mudanças climáticas globais. Assim, oferecerá dados e modelos sobre fenômenos como El Niño e o ciclo do carbono.

Este sistema prevê coletar, processar e validar informações para facilitar previsões estacionais e oceânicas, mapas da cobertura vegetal da Terra, assim como controlar a composição atmosférica e das áreas costeiras.

O sistema de satélites GMES permitirá prever quando e onde haverá secas ou inundações, e quanto tempo durarão, assim como epidemias de doenças perigosas. Além disso, também detectarão os fatores ambientais que contribuem para sua propagação.

A secretária de Estado no Ministério do Meio Ambiente alemão, Margareta Wolf, pediu hoje em visita oficial à ESA, em Darmstadt, a rápida ampliação dos sistemas de observação ambiental por satélite.

Atualmente, o satélite Envisat pode medir e analisar gases de efeito estufa, localizar poluentes e correntes oceânicas, e observar os buracos na camada de ozônio sobre a Antártica e o Ártico.

EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »